Futebol

Sem Suárez, Uruguai divulga convocados para amistosos

Publicado às

Colaborador do Torcedores

O mês de novembro será atípico para o futebol uruguaio. Após quatro repescagens consecutivas (2002, 2006, 2010 e 2014), Uruguai garantiu a vaga direta na Copa do Mundo e terá a oportunidade de encarar as datas FIFA com amistosos de preparação para a máxima competição do futebol mundial. Polônia e Áustria serão os adversários celestes. Luis Suárez, por contusão, será o desfalque uruguaio, que manterá os jogadores que garantiram a classificação nos jogos contra Venezuela e Bolívia.

LUÍS SUÁREZ É DESFALQUE

Após apressar a volta aos gramados para defender o Uruguai nas Eliminatórias depois de sofrer uma contusão no joelho na final da Supercopa da Espanha, Luís Suárez atravessa um momento delicado. Com apenas três gols em 12 jogos disputados pelo Barcelona, o atacante vive sua pior fase desde que chegou ao time catalão. A queda de rendimento também foi notada nos jogos da seleção uruguaia, nos quais Suárez teve atuações apenas discretas nas vitórias contra Paraguai e Bolívia e nos empates contra Venezuela e Argentina.  E o motivo desta queda parece ser físico: ter voltado antes do previsto (a previsão era de cinco semanas e o retorno foi em 13 dias) fez com que o atacante perdesse potência e explosão muscular, base do seu jogo. Por conta disso, o departamento médico do Barcelona solicitou que o jogador não participasse dos amistosos de novembro para que pudesse se recuperar fisicamente. A parceria entre os médicos catalães e da seleção uruguaia, a mesma que permitiu que Suárez viajasse a Montevideo e jogasse contra a Argentina contrariando toda a previsão, fez com que desta vez o Uruguai retribuísse o cuidado e atendesse ao pedido do clube. Desta forma, Suárez não jogará contra Polônia e Áustria.

TABÁREZ REPETIU A ÚLTIMA CONVOCAÇÃO

Os convocados, com exceção de Suárez, são os mesmos que enfrentaram Venezuela e Bolívia pelas Eliminatórias. Tabárez repetiu a lista e jogadores como Mauricio Lemos, Gastón Pereiro e Maximiliano Gómez poderão fazer a sua estreia vestindo a camisa Celeste. Da mesma forma, Bentancur, Valverde e De Arrascaeta, destaques na goleada contra a Bolívia, terão a oportunidade de mostrar que tem condições de serem titulares na Copa do Mundo contra adversários de maior poder ofensivo que a frágil seleção boliviana.

GREVE PODE ATRAPALHAR CONVOCAÇÃO DE JOGADORES QUE ATUAM NO URUGUAI

Os jogadores profissionais do Uruguai estão em greve desde a semana passada. Na pauta do movimento, questões como direitos de imagem, direitos de arena e a convocação de eleições da Mutual (sindicato dos jogadores profissionais) levaram à suspensão do Torneo Clausura (assim como os treinos das equipes) por tempo indeterminado. A paralisação coloca em xeque a convocação dos jogadores de clubes uruguaios, pois isso os deixaria numa incômoda situação (deveriam furar a greve para treinar pela seleção) e ainda os levaria a serem convocados sem estar no ritmo ideal de treinamentos e jogos.

ATÉ O MOMENTO, 18 JOGADORES TEM PASSAPORTE QUASE CARIMBADO PARA A RÚSSIA

Bastante previsível nas suas convocações, Óscar Tabárez já tem alguns nomes praticamente certos para a Copa do Mundo 2018. Os goleiros deverão ser Fernando Muslera, Martín Silva e Martín Campaña. Caso algum deles sofra contusões de última hora, Esteban Conde aparece como reserva imediato. Para a linha final, há seis nomes certos: Maxi Pereira, José Giménez, Diego Godín, Martín Cáceres, Sebastián Coates e Gastón Silva. Como Cáceres joga nas duas laterais e na zaga, e Gastón Silva joga na lateral-esquerda e na zaga, a dúvida fica por conta da convocação de mais um zagueiro ou de um lateral. Mauricio Lemos aparece como opção se for um zagueiro, e Jorge Fucile (que joga nas duas laterais) se for convocado um lateral, embora exista uma pressão popular pela convocação do Guillermo Varela, ex Manchester United e atual jogador do Peñarol.

No meio-campo, após as duas últimas convocações há cinco nomes certos: Nahitán Nández, Matías Vecino, Federico Valverde, Cristian Rodríguez e Rodrigo Bentancur. Egidio Arévalo Ríos, Álvaro González e Matías Corujo disputam uma vaga. Em favor do primeiro, o fato de ser um dos “históricos” deste processo de seleções. González e Corujo podem jogar ainda na lateral-direita, o que é importante numa lista enxuta de 23 jogadores para uma Copa do Mundo. Os outros dois meio-campistas deverão ser escolhidos entre Carlos Sanchez, Nicolás Lodeiro, Giorgian De Arrascaeta e Diego Laxalt. Os quatro são jogadores de criação, e o momento atual do meia cruzeirense De Arrascaeta é melhor do que seus concorrentes. Lodeiro tem mais experiência, pois participou das duas últimas Copas do Mundo. Laxalt é o reserva natural de Cristian Rodríguez e pode jogar improvisado na lateral-esquerda. Sanchez foi titular em boa parte das Eliminatórias e destacou-se pela bola parada.

No ataque, Suárez e Cavani são indiscutíveis. Cristian Stuani, que recuperou o protagonismo jogando pelo Girona da Espanha, parece ser aposta certa, especialmente pela possibilidade de jogar aberto pela direita no meio-campo e também como centro-avante. A outra vaga é uma incógnita. Maximiliano Gómez foi convocado mas ainda não entrou em campo, assim como Gastón Pereiro (tecnicamente, a melhor das opções). Diego Rolán ficou um tempo sem clube, se machucou e perdeu espaço. Já Abel Hernández sofreu uma grave lesão e voltará aos gramados muito perto da Copa do Mundo.

Veja todos os gols do Uruguai nas Eliminatórias

Celeste enfrentará a Polônia em Varsóvia, no dia 10 de novembro. Na sequencia, viajará até a Áustria, onde enfrentará a seleção da casa em Viena no dia 14 do mesmo mês.

Você conhece os melhores sites de apostas do mercado? O OddsShark te indica. Acesse, escolha o site com as melhores opções e bônus, cadastre-se e boa sorte!