Futebol

Sobis, Bruno Silva e camisa 9: presidente eleito do Cruzeiro abre o jogo

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Jaci Silveira/Cruzeiro

Wagner Pires de Sá tomará posse oficial como presidente do Cruzeiro somente em 2018, porém, cabe a ele o planejamento do clube para os próximos anos. O novo mandatário da Raposa precisa se ambientar a função que passará a ocupar e, por isso, já trata de assuntos referentes a montagem do elenco.

Em entrevista ao Globoesporte.com, Wagner falou sobre a necessidade de contratar um centroavante. Desde a saída de Ábila, que voltou para a Argentina, a equipe tem sentido a falta do famoso camisa 9. Ricardo Oliveira chegou a ser cogitado, mas a idade avançada faz a diretoria pensar em outra possibilidade.

Pelas nossas conversas preliminares, nós hoje, francamente, precisamos de um homem referência de área. A nossa equipe está praticamente completa. São pontuais (os reforços). Nós vamos participar de diversas e muitas competições em 2018. Se nós contarmos com mais um reforço nas laterais (ficaremos fortes). Existem contusões, suspensões, então nós temos que ter uma equipe que, se sair um titular e entrar substitutos, que o time não sinta ou não perca a qualidade que tem. Essa é o nosso objetivo. Nós vamos fazer uma equipe coesa. Nosso lema é vencer“, disse Wagner.

Nome que tem sido bastante cogitado na Toca da Raposa é o do volante Bruno Silva, do Botafogo. O atual presidente, Gilvan de Pinho Tavares, chegou a revelar que o jogador já estaria acertado com o Cruzeiro. Prontamente, Wagner tratou de negar.

Existem vários nomes. Este nome (Bruno Silva) é muito agradável a nós, como outros vários nomes do futebol brasileiro. Todos os jogadores estão dentro dos nossos objetivos. Só podemos concretizar e falar sobre alguma coisa, com maior propriedade, depois que nós assumirmos, uma vez que ainda não podemos, eticamente, ultrapassar nossos limites administrativos, enquanto a diretoria atual estiver em atividade. O que nós já fizemos foi a renovação do contrato do Mano Menezes. Quando você perde um elemento da orquestra, você substitui. Mas se você perde o maestro, você não consegue fazer uma boa apresentação. Então, o que nós fizemos foi a renovação do Mano Menezes. A renovação, para quando esta orquestra iniciar, na nossa gestão, esteja afinada dentro da partitura“, explicou.

Por fim, quem pode deixar a Celeste é Rafael Sobis. O Querétaro, do México, tem interesse e estaria disposto a oferecer 2 milhões de dólares (quase R$ 6,5 milhões) pela sua aquisição.

Ela (negociação) está em um limbo, mas tenho visto pela imprensa que já houve uma procura, até de mexicanos que querem o Sobis, dentro do plantel destes times. Está sendo negociada ou até foi feita uma proposta, isso eu não posso afirmar se já fizeram uma proposta firme. Se fizerem com a nossa concordância, do técnico, do Itair Machado, nós poderemos, juntos com a administração atual, fazer um eventual negócio com o Sobis. O Sobis é um grande jogador. Ele é uma das peças principais do clube. Se negociarmos o Sobis, nós teríamos que ter um jogador do mesmo nível que pudesse colocar na sua posição. Isso temos que olhar com cuidado. Não sei se houve contato com a atual administração. Com a nossa, ainda não. Até porque ainda não assumimos“, finalizou Wagner.

LEIA MAIS:

SUSTO E MUDANÇAS NO TIME: O TREINO DO CRUZEIRO NESTA SEXTA

MERCADO DA BOLA: VICE DO CRUZEIRO FALA SOBRE POSSÍVEL INTERESSE EM RICARDO OLIVEIRA

CRUZEIRO VENCE NA ESTREIA DO CAMPEONATO BRASILEIRO SUB-23