Extra-campo

‘aqui que é 50% do técnico, 50% do jogador’, diz Carille

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Site oficial do Corinthians.

Técnico do Corinthians Fábio Carille, concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (27) no centro de treinamento Joaquim Grava e respondeu alguns questionamentos da imprensa.

O técnico Fábio Carille, fez questão de ressaltar que esse é o pior momento dele no comando do timão. De maneira franca, o treinador fez uma analise do atual cenário do time no campeonato e admitiu de forma simples e categórica o momento.

“Talvez, não.. É o pior momento”, afirmou Carille.

O treinador também fez uma comparação entre a expectativa do jogo de domingo, diante da Ponte Preta, em campinas, com a vivida nos tempos que precedeu sua estreia como técnico do Corinthians.

“Posso dizer que não me sinto pressionado porque sou muito consciente de tudo. Todas as coisas ruins que aconteceram, eu trabalhei”, ratificou o treinador.

“Quando eu digo aqui que é 50% do técnico, 50% do jogador, isso é verdade. Esse negócio de 100% para cada um não existe. Dos cinco últimos gols tomados, três foram de bola parada. Isso me incomoda muito. Então eu tenho que cobrar para que eles retomem essa confiança”, continuou.

Aposta do clube no início da temporada, Fábio Carille apontou o cenário atual como esperado quando se coloca em perspectiva os times em geral no campeonato. Porém, na visão do treinador, o conselho de um amigo foi primordial para que a chateação pelas derrotas se transformasse em confiança.

“Todas as outras 19 equipes já passaram por dificuldades, Chapecoense, Sport, São Paulo estava lá embaixo e está conseguindo liberar. E está sendo assim, momento de instabilidade, que não é nada bom. Mas, se tem alguém que acreditou no grupo, eu sou essa pessoa”, dissertou, antes de contar a conversa.

“Ficar chateado depois do jogo é normal. Escutar pessoas depois do jogo, um deles me falou: ‘Fábio, se no começo do ano alguém perguntasse se você quer chegar na 30ª rodada com seis pontos de vantagem, você não aceitaria?’. É claro que eu queria. Chegamos a ficar 10 pontos. Agora chegamos com seis e vamos buscar melhorar nessa reta final da competição”, finalizou.