Lutas

Após cirurgia no olho, Bethe Correia mira retorno em março

Publicado às

Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Reprodução/Facebook Oficial do UFC

Bethe Correia teve que fazer uma cirurgia no olho esquerdo e viu uma possível luta com a mexicana Irene Aldana cancelada. Já em fase de recuperação, a brasileira mira voltar a lutar pelo UFC em março, de preferência contra a já citada rival.

Em entrevista ao site MMAFighting, a ‘Pitbull’ afirmou que só deve voltar aos treinos definitivamente em janeiro. E prevê que será uma lutadora diferente em relação a que foi derrotado em Cingapura por Holly Holm, em junho passado.

“Posso fazer alguns exercícios, mas o médico disse que não posso fazer nenhum tipo de contato físico. E você não pode treinar MMA sem ter contato, então só poderei voltar a treinar em janeiro. Eu tinha uma luta marcada contra a Irene (Aldana) e estava muito entusiasmada, porque tenho muitos fãs no México. Treinei algum tempo no Texas e havia muita gente de lá. Seria uma boa luta mas vamos ver o que acontece. Volto a treinar em janeiro e quero lutar em março”, disse Correia.

“Não quero que as pessoas vejam a mesma Bethe, com os mesmos golpes e lutando da mesma maneira. Então fui treinar na Tailândia. Me envolvi em lutas importantes e todo mundo queria lutar comigo. E as pessoas vão ficar impressionadas ao me ver lutar. (…) Seria legal enfrentar a Irene, porque os mexicanos me amam e vão gostar mais de mim depois da luta”, completou a brasileira.

Sobre a cirurgia, Bethe Correia afirmou que poderia até mesmo ter evitado a operação caso consultasse seu oftamologista antes de lutar contra Holm. A brasileira já operou um dos olhos em 2014, devido a uma lesão.

“Acho que isso tem muito a ver com os treinos. O médico me disse que tenho sempre que checar o meu olho com o oftalmologista. Se eu tivesse feito isso depois de ter lutado com a Holly, talvez ele teria me curado sem precisar de cirurgia. Mas quem luta presta tanta atenção aos treinos que deixam a saúde de lado”, comentou.

LEIA MAIS

APÓS SOFRER ATAQUE CARDÍACO NO OCTÓGONO, LUTADOR AFIRMA QUE SE APOSENTARÁ DO MMA

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook Oficial do UFC)