Futebol

Bahia x Santos: saiba o que está em jogo para o Tricolor

Publicado às

Baiano, 22 anos, jornalista em formação pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol, este último com maior fervor. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Foto: Divulgação/ECBahia

Nesta quinta-feira, o duelo entre Bahia x Santos será mais um desafio para o Esquadrão de Aço manter vivo o sonho de garantir uma vaga Libertadores. O jogo será válido pela 35ª rodada do Brasileirão.

Vivendo sua melhor fase no Brasileirão, o Bahia perdeu apenas uma das últimas dez partidas disputadas e vem de uma invencibilidade de cinco rodadas – com três triunfos e dois empates.

Contra o Santos, o objetivo do Esquadrão é apenas de vencer para seguir lutando para se aproximar do Flamengo, sétimo colocado e último time dentro da zona de Libertadores até então.

Para o jogo diante do Peixe, o técnico Carpegiani não conta com Lucas Fonseca, mas pode ter Edson no banco de reservas – volante foi relacionado de última hora para o jogo. A escalação será a mesma que venceu o Avaí e empatou com o Atlético Mineiro.

TABUS PARA SEREM QUEBRADOS

Para derrotar o Peixe, o Esquadrão terá de quebrar um tabu que já dura cinco anos. O Bahia não vence o Santos desde o Campeonato Brasileiro de 2012. Desde o último triunfo, o Tricolor já encarou o time santista seis vezes. Perdeu quatro jogos e empatou dois.

Outro tabu ainda mais longo é de triunfos sobre o Santos em Salvador. A última vez que o Esquadrão derrotou o Alvinegro em casa foi na Copa do Brasil de 2001, por 2 a 0. Neste período, são sete partidas sem vencer o Peixe jogando dentro de casa.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X SANTOS

Campeonato Brasileiro – 35ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e Hora: 16/11/2017, às 20h (Horário do Nordeste)
Arbitragem: Sandro Meira Ricci (FIFA-SC), auxiliado por: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP)

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Renê Júnior; Allione, Juninho, Zé Rafael e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Victor Ferraz; Alison, Renato e Lucas Lima; Bruno Henrique, Arthur Gomes e Ricardo Oliveira. Técnico: Elano.