Futebol

Carille cita ‘burros’ que não acreditaram no Corinthians: “Nem esperam começar o ano”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Rodrigo Gazzanel/Divulgação Corinthians

Após confirmar a conquista do Campeonato Brasileiro, o técnico Fabio Carille não deixou de lembrar as criticas que o time recebeu no início da temporada, quando era apontado como a 4ª força de São Paulo. O treinador não escondeu o quanto o assunto e as criticas lhe incomodaram,  e lembrou que falaram, inclusive, que ele não iria durar três jogos.

“Ainda estou pensando muito nas coisas. Logo que acabou o jogo, fiz questão de cumprimentar o Abel e comecei a lembrar lá de trás. Comecei em Sertãozinho, depois com 19 anos tive de tomar a decisão: continuar trabalhando ou seguir no futebol. Minha mãe dizia não e meu pai dizia vai. É emocionante demais e passa um filme. Estou muito feliz. O questionamento eu sempre falei que via com naturalidade muito grande. O começo tem desconfiança. Recebi um vídeo que me deixou muito chateado do início do ano. Que vai durar três jogos, um desrespeito enorme, não respeitam o ser humano. Te pregam na parede e te jogam pedras, sem saber. E são burros ainda, nem esperam começar o ano. Espera um mês para cornetar”, lembrou Carille.

Confira os melhores momentos da vitória do Corinthians sobre o Fluminense:

O treinador também falou sobre o aproveitamento do time nos clássicos. Ao todo, o Corinthians disputou 11 clássicos oficiais no ano: venceu sete, empatou três e perdeu apenas uma vez.

“Alguns de vocês trazem matérias ou comentam na internet que clássico é um campeonato à parte. Todo mundo começou a olhar diferente depois do jogo contra o Palmeiras aqui, de como foi aquela vitória. Depois vem o último jogo contra o Palmeiras em cima de uma pressão por causa dos maus resultados. Uma derrota iria cair para dois pontos a vantagem, mas a equipe se comportou muito bem, fez o resultado no primeiro tempo. É uma equipe que pode ter suas deficiências, mas tem muita personalidade. Para jogar em time grande tem de ter muita personalidade”, disse o treinador.

Carille ainda projetou a próxima temporada e admitiu que o time sofrerá algumas mudanças. “Muito trabalho e seguir minhas convicções. Para o ano que vem, sei que vai ter algumas mudanças. E vou começar a ver no meu elenco que vou ter para o ano que vem a melhor forma de jogar. O primeiro treino com bola vai ser direcionado para uma forma de jogo”, completou.