Esgrima

COM FOCO EM TÓQUIO 2020, BRASILEIROS ENCERRAM PARTICIPAÇÃO NO MUNDIAL DE ESGRIMA EM CR

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Facebook Comitê Paralímpico Brasileiro - CPB

Entre os dias 7 e 12 de novembro, aconteceu em Roma o Campeonato Mundial de Esgrima em Cadeira de Rodas.

A delegação brasileira, oitavo lugar na espada por equipes, contou com a participação de quatro atletas: Alex Souza, Lenilson Oliveira, Moacir Ribeiro e o experiente Jovane Guissone, campeão paraolímpico da espada B (menor mobilidade de tronco) em Londres, 2012.

Logo em sua estreia (07), Guissone ficou em sexto lugar na disputa do florete B, e apesar de não ser sua especialidade perdeu apenas para Albert Kamalov, em um disputado duelo, com vitória do russo por 15 a 22.

No mesmo dia, os paulistas Alex Souza e Lenilson Oliveira foram derrotados no florete A (mobilidade de tronco, amputados ou limitação de movimento). Souza não obteve vitórias, enquanto Oliveira venceu um combate.

Na categoria espada A, disputada tanto por Moacir Ribeiro quanto por Lenilson Oliveira, ambos seguiram para as fases decisivas. Em uma vitória de 15 a 14 para o tailandês Yuenyony Khanthithavo, Moacir acabou eliminado. Já Lenilson, perdeu para Maxim Saburov pelo placar de 15 a 1 para o russo.

Jovane Guissone, que buscava a medalha inédita em sua brilhante carreira, foi o atleta que obteve o melhor resultado individual na Itália, conquistando a quinta colocação no ranking em sua especialidade, espada B (menor mobilidade de tronco).

O evento foi encerrado com a disputa por equipes.

Mesmo superando a seleção do Canadá em sua estreia, o time brasileiro caiu nas quartas de final e terminou a competição na oitava colocação.

Com a participação de 210 atletas, divididos em 31 nacionalidades, a edição do Mundial de Esgrima em CR, em Roma, teve 22 medalhas de ouro sendo disputadas.

As três melhores classificações ficaram com:

Rússia (cinco ouros, seis pratas, e onze bronzes).

Itália (quatro ouros, duas pratas, e três bronzes).

Hungria (três anos, duas pratas e dois bronzes).

A seleção brasileira agora, volta toda sua atenção aos eventos que acontecerão em 2018, assim buscando importantes pontuações para o ranking mundial que definirá os classificados para os Jogos Paralímpicos de 2020 em Tóquio no Japão.

O evento mais emocionante do ano:

Antes de acabar 2017 porém, o gaúcho Jovane Guissone (34) – principal esgrimista brasileiro, ainda tem pela frente um dos maiores eventos de sua vida, o seu casamento .

A oficialização de sua união com Queli Guissone, acontecerá no início de dezembro, em sua cidade natal, Barros Cassal (aproximadamente 250 km de Porto Alegre – RS), e será um marco (aproximadamente 500 convidados).

A cerimônia contará com mais 5 casais de noivos. Os irmãos de Jovane também realizarão seus enlaces, dando à festa grandes proporções, sendo #casamentodosguissones – o acontecimento mais esperado pelos moradores da simpática cidade.

LEIA MAIS:
COPA BRASIL DE ESGRIMA: GAÚCHOS E PARANAENSES SÃO DESTAQUES NA COMPETIÇÃO
II COPA BRASIL DE ESGRIMA EM CADEIRA DE RODAS: COMPETIÇÃO COMEÇA NESTA SEXTA