Com uma mão na taça, Corinthians recebe o Avaí em Itaquera para ficar ainda mais próximo do hepta

Comemoração dos jogadores e torcida do Corinthians em Itaquera
Foto: Corinthians/Facebook oficial

A contagem regressiva do Corinthians para conquistar seu sétimo título nacional já começou. Depois de uma rodada perfeita no meio de semana, com direito a vitória heroica fora de casa e tropeço de dois dos principais perseguidores, o Timão superou a tensão das últimas semanas, recuperou a tranquilidade e enfim enxergou no calendário a data em que poderá levantar a taça: é a próxima quarta-feira (15), quando o Alvinegro recebe o Fluminense. Antes disso, porém, será preciso fazer a lição de casa diante de um enfraquecido Avaí, na Arena, neste sábado (11), às 19:00 (de Brasília).

O cálculo é simples: para festejar já no próximo meio de semana, o Corinthians precisa vencer seus dois compromissos e torcer para que o vice-líder Grêmio, hoje a oito pontos de distância, não faça o mesmo (os gaúchos recebem Vitória e São Paulo). Se isso ocorrer, o Timão abre dez pontos de vantagem com apenas mais nove em disputa, garantindo matematicamente o título. O hepta pode vir até mesmo com outras combinações de resultados envolvendo até um tropeço em casa do líder. No Parque São Jorge, contudo, ninguém nem pensa em vacilar neste momento de euforia – o Corinthians quer resolver logo a parada e, para isso, nada melhor do que dois jogos em casa contra equipes que estão na metade de baixo da tabela.

Para o duelo de sábado contra os catarinenses, o Timão aparece como barbada nas projeções das casas de apostas esportivas, evidentemente. De acordo com o site Oddsshark.com, a confirmação do favoritismo alvinegro em Itaquera paga R$ 1,23 a cada R$ 1,00 investido. Em caso de empate, resultado que pouca gente espera, o retorno é de R$ 5,80/R$ 1,00. E se der zebra na Arena? Bem, segundo o Oddsshark.com, essa hipótese devolve tentadores R$ 12,50 a cada R$ 1,00 aplicado. Deu vontade de fazer um palpite ousado e acreditar num milagre do Avaí? Melhor pensar duas vezes: é difícil imaginar que o Timão, ainda que com alguns desfalques, volte a vacilar diante de sua torcida nesta reta final.

Confiança nos suplentes
O Corinthians vai para o jogo desfalcado das duas figuras mais importantes da campanha até aqui: o artilheiro Jô, suspenso, e o goleiro Cássio, na seleção. Para a vaga de Jô, o turco-britânico Kazim é o escolhido. Já para o lugar de Cássio, um problema: o bom reserva Walter se machucou contra o Atlético-PR e deverá ser substituído pelo jovem Caíque, cria da base, de 22 anos (Matheus Vidotto, de 24 anos, é a outra alternativa para o gol). Mas pouca gente acredita que o garoto passará sufoco no sábado: a expectativa é de um Corinthians espremendo o visitante e buscando a iniciativa do jogo o tempo todo.

Mesmo fora de combate no fim de semana, Jô prometeu fazer sua parte fora de campo para impedir que a equipe bobeie diante do Avaí. “Demos um passo importantíssimo e o objetivo está quase se concluindo, mas ainda não somos campeões. Se alguém disser isso eu vou ter que dar uma dura, porque o futebol prega peças”, afirmou o artilheiro. Apesar da cautela, o otimismo é evidente no elenco, já que a situação dos rivais não é nada boa. O Palmeiras desandou depois de perder o dérbi em Itaquera; o Santos sofreu uma virada em casa diante do Vasco; o Grêmio tem jogado bem, mas está com a cabeça na Libertadores. Tudo conspira a favor do Timão nesta reta final.

Visitante desesperado
Enquanto o Corinthians já prepara a festa do título, o Avaí luta com todas as suas forças para continuar respirando na competição. Na última rodada, o time sofreu um duro golpe ao levar uma virada em casa diante do Bahia. Foi o segundo revés consecutivo, mantendo a equipe catarinense na penúltima colocação, três pontos atrás do Vitória, o primeiro clube fora da zona de rebaixamento. Antes do duelo com o Timão, a diretoria anunciou que o técnico Claudinei Oliveira, que havia renovado contrato para o ano que vem, fica só até o fim desta temporada – de acordo com o clube, a pedido do próprio treinador. É nesse clima de desânimo e pressão que o Avaí viaja a São Paulo para tentar colocar água no chopp do Timão.

Confira os jogos da 34a rodada do Brasileirão 2017:

11/11 – 17:00 – Botafogo (R$ 1,78) x Atlético-PR (R$ 4,60); empate (R$ 3,45) – Palpite: Botafogo
11/11 – 19:00 – Corinthians (R$ 1,23) x Avaí (R$ 12,50); empate (R$ 5,80) – Palpite: Corinthians
12/11 – 17:00 – Vasco (R$ 2,29) x São Paulo (R$ 3,10); empate (R$ 3,20) – Palpite: Empate
12/11 – 17:00 – Palmeiras (R$ 1,89) x Flamengo (R$ 4,05); empate (R$ 3,40) – Palpite: Empate
12/11 – 17:00 – Grêmio (R$ 1,48) x Vitória (R$ 6,95); empate (R$ 4,05) – Palpite: Grêmio
12/11 – 17:00 – Atlético-GO (R$ 3,15) x Sport (R$ 2,25); empate (R$ 3,25) – Palpite: Empate
12/11 – 18:00 – Bahia (R$ 2,45) x Atlético-MG (R$ 2,80); empate (R$ 3,20) – Palpite: Bahia
12/11 – 19:00 – Cruzeiro (R$ 1,76) x Fluminense (R$ 4,55); empate (R$ 3,55) – Palpite: Cruzeiro
12/11 – 19:00 – Coritiba (R$ 1,82) x Ponte Preta (R$ 4,45); empate (R$ 3,40) – Palpite: Coritiba
13/11 – 20:00 – Chapecoense (R$ 2,95) x Santos (R$ 2,40); empate (R$ 3,15) – Palpite: Empate

Aproveite e confira outros odds no Torcedores.