Dirigente do Inter nega reformulação para 2018: “Acho que não vai ser necessário”

Inter
Foto: Divulgação/Inter

Os recentes tropeços dentro da Série B não afetam as convicções do departamento de futebol do Inter. Ao menos no discurso. Roberto Melo, vice-presidente de futebol e principal voz da direção a cada jogo, voltou a projetar a temporada de 2018 logo após o empate em 2×2 com o Luverdense, em Lucas do Rio Verde-MT, nesta segunda-feira, e descartou uma “grande reformulação”.

Melo relembrou que a citada reformulação já foi feita nesse ano, quando grande parte dos jogadores do elenco de 2016 foram desligados. De olho em 2018, ano que deve marcar o retorno do time à Série A, o dirigente despista sobre novas mudanças significativas no elenco: “Acho que não vai ser necessário”.




Nesse pensamento, é válido frisar que a maioria das contratações do Inter em 2017 foi feita por mais de um ano de contrato. Nomes como Victor Cuesta, Uendel e William Pottker foram trazidos com pensamento a longo prazo. Edenílson e Leandro Damião têm contrato até o meio do ano que vem, mas devem ser comprados em definitivo.

Em entrevista anterior, ainda dentro da sequência de vitórias que o Inter teve no campeonato, Melo chegou a calcular que cerca de 70% a 80% do atual grupo seria mantido para a próxima temporada. E após uma vitória por 1×0 sobre o Brasil de Pelotas, no Beira-Rio, ele chegou a bancar a permanência do técnico Guto Ferreira para 2018.

“Da mesma forma como eu não achava que estava tudo bem antes, quando tivemos 11 vitórias em 13 jogos e assumimos a liderança, eu também não acho que está tudo errado agora. Não acho que esteja tudo errado. É um momento difícil da competição”, comentou o dirigente após o empate no Mato Grosso.

O próximo compromisso do Inter é no sábado, 17h30, contra o Vila Nova, no Beira-Rio. Mesmo líder, o time de Guto Ferreira já enfrenta três partidas sem vencer, mas tem uma pequena chance de garantir o acesso já no final de semana.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Guto Ferreira: “Só toma gol cedo quem está dentro do campo, mas eu estou fora”

Ex-Inter perde o controle e acerta cabeçada no árbitro em jogo pela Série B

Rogério Ceni no Inter? Colorado, pai do ex-goleiro sonha: “Espero estar vivo para ver”

Você é bom de apostas esportivas? Conheça a Bumbet e aproveite bônus especiais



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.