Futebol Internacional

Eliminatórias da Europa: veja o que está em jogo na rodada

Publicado às

Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do futebol nordestino e paranaense.

Crédito: Reprodução: Twitter

Chegou a hora. A partir desta quinta (09), começa a repescagem das eliminatórias europeia para a Copa do Mundo de 2018. Oito seleção brigam por quatro vagas no mundial da Rússia. O grande destaque fica por conta do confronto entre Suécia x Itália, tido como o mais esperado e equilibrado. Só ficando fora de duas edições de Copas, – 1930 e 1958 – a Azurra tem a árdua missão de encarar os suecos que, mesmo sem sua maior estrela, Ibrahimovic, fizeram uma excelente campanha na fase de grupos, e prometem ser parada dura para os italianos. O torcedores.com traz um panorama do que está em jogo nas outras partidas da rodada.

CROÁCIA x GRÉCIA – QUINTA (09) – 17h45

Contando com o apoio maciço de mais de 60 mil torcedores, a Croácia espera abrir boa vantagem contra a Grécia, nesta quinta, em Zagreb. Os croatas conseguiram a vaga na repescagem de fora eletrizante e milagrosa, após três de trocar seu treinador, a seleção bateu a Ucrânia fora de casa 2 a 0 e conquistou o passaporte para a repescagem. Para o duelo contra os gregos, o técnico Zlatko Dalic não contará com Lovren, o jogador do Liverpool está com problemas musculares e será poupado para o confronto da volta, que ocorre no domingo, em Atenas. Entretanto o comandante aposta na boa fase dos volantes Modric e Rakitic, e no faro de gols dos atacantes Kramaric e Madzukic.

Do lado grego, o treinador alemão Michel Skibbe não terá o zagueiro Maloas, suspenso. O experiente Papatathopoulous fica com sua vaga, contextualizando ainda mais a ideia que a equipe jogará fechada no estádio Maksimir.


IRLANDA DO NORTE X SUÍÇA – QUINTA (09) – 17h45

Na outra partida de repescagem desta quinta, a Irlanda do Norte recebe a Suíça, no estádio Windsor Park, em Belfast, apesar do favoritismo ser dos suíços, a seleção da casa sonha alto em busca de voltar à uma edição de Copa após 32 anos.
Ciente das suas forças e dificuldades, a Irlanda do Norte saberia que ser líder num grupo com a Alemanha seria praticamente impossível, fazendo uma campanha regular a equipe de Michael O´Neill administrou bem a segunda colocação, despachando a conhecida República Tcheca. O sistema defensivo foi um dos pontos fortes dos irlandeses, foram apenas 6 gols sofridos em 10 partidas.

A Suíça, por sua vez, também vem confiante, foram nove vitórias e apenas uma derrota na fase de grupo das eliminatórias, revés este justamente contra Portugal, que custou a liderança da chave no critério de saldo de gols. Com forte poder ofensivo, é esperado que a seleção vermelha traga um bom resultado para o duelo de domingo, na Basileia. Para o confronto de logo mais, o técnico Vladmir Petrovic não contará com o zagueiro Djourou, lesionado no joelho, Lang será seu substituto.

SUÉCIA x ITÁLIA – SEXTA (10) – 17h45

No duelo mais parelho dos quatro jogos, a Suécia recebe a Itália em busca de abrir ou, pelo menos, dificultar a vida dos tetracampeões, na fase anterior, a seleção se saiu bem. Ficando atrás somente da França, e desbancando o experiente time da Holanda. Já os italianos não acompanharam o desempenho da Espanha, – líder de sua chave com 5 pontos de frente.

Mesmo sem contar com Ibra, lesionado, os suecos vem num bom momento e prometem ser a pedra no sapato da Azurra, que por sua vez, só ficou fora duas edições edições de mundiais e não quer, de forma alguma, ampliar essa lista negativa.

DINAMARCA x IRLANDA – SÁBADO (11) – 17h45

No Copenhague Park, a Dinamarca mede forças com a Irlanda, outra partida super equilibrada. De um lado uma ataque dinamarquês eficiente, de outro uma defesa consistente da Irlanda, é assim que chegam as duas seleções para o último embate da primeira etapa de duelos da repescagem.

A Dinamarca conquistou 20 pontos em 10 rodadas da fase de grupo das Eliminatórias, o primeiro posto do grupo ficou com a Polônia, a média de gols da equipe ficou em de 2 tentos por partida, a defesa também mostrou-se eficiente, sofrendo apenas 8 gols.

Se não teve um ataque tão promissor na fase anterior, – apenas 12 gols, o pior entre as oito equipes – a Irlanda foi a melhor defesa das Eliminatórias, foram apenas 6 gols sofridos em 10 partidas, o que evidencia a compacticidade da equipe.

 

ELIMINATÓRIAS AFRICANAS: RODADA DEFINE ÚLTIMAS VAGAS PARA A COPA DO MUNDO