Automobilismo

Hamilton critica segurança do Brasil em rede social

Publicado às

Apaixonado por futebol, amante da Fórmula 1, comentarista político quando necessário e peladeiro sempre.

Crédito: Foto: Twitter Mercedes AMG F1

Lewis Hamilton, 32, piloto inglês da Mercedes escreveu em seu perfil no Twitter momentos de terror que membros da escuderia sofreram em um assalto na saída do circuito de Interlagos, na noite desta sexta-feira. De acordo com relato do tetracampeão, integrantes da equipe alemã ‘tiveram armas apontadas para suas cabeças’ e ‘foram disparados tiros’. Membros da FIA também ter sido vítimas de criminosos. 

 

Algumas pessoas da minha equipe foram ameaçadas por armas na noite passada, quando deixavam o autódromo aqui no Brasil. Foram disparados tiros e as armas foram apontadas para a cabeça deles. Isso é decepcionante de saber. Por favor, rezem por esses colegas que estão aqui como profissionais hoje, mesmo abalados“, disse o piloto.

 

Foi assim que o inglês tetracampeão desabafou contra a violência sofrida pelos seus companheiros. Em outra publicação, ele ainda reforça a frágil segurança dos organizadores e assegura que essa não é a primeira vez que isso acontece.

 

Isso aqui acontece todos os anos. F1 e as equipes precisam fazer mais, não há desculpas“, expressou Hamilton logo em seguida.

 

Não demorou muito para os fãs brasileiros do piloto demostrarem apoio e pedir desculpas, lamentando o ocorrido e afirmarem que os ‘brasileiros são vítimas da violência urbana todos dias’.  O apresentador Tiago Leifert ‘chamou’ atenção do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, marcando o perfil do político em um ‘retweet’ do desabafo de Hamilton.

 

Confira abaixo os tweets de Hamilton: