Extra-campo

Vítimas do acidente da Chapecoense são homenageadas pelo clube um ano após tragédia

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Ministério do Esporte/Divulgação

Neste sábado (11), a Chapecoense está realizando uma série de homenagens para as famílias das vítimas do acidente no voo da Lamia, que matou 71 pessoas há quase um ano, no dia 29 de novembro de 2016. A programação especial é exclusiva para parentes dos mortos na tragédia e foi antecipada a pedido dos familiares.

Pela manhã, o ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, compareceu à cidade de Chapecó para entregar a todos os presentes, inclusive ao zagueiro Neto, que estava no avião, medalhas de honra ao mérito desportivo. Os outros sobreviventes brasileiros (os jogadores Alan Ruschel e Jakson Follmann e o jornalista Rafael Henzel) não puderam comparecer à cerimônia. Piccini reiterou que a homenagem aos vitimados pelo acidente é justa e que o prêmio foi concedido somente aos mortos e aos campeões olímpicos da Rio 2016.

Além disso, foi realizada uma palestra, na parte da tarde, sobre o luto, e, à noite, deve acontecer um culto ecumênico, com mais homenagens, organizada pela Chapecoense. Todo o conteúdo da programação não foi revelado, para que as famílias sejam preservadas e tenham o momento de luto respeitado.

No dia 29 deste mês, data que marca um ano da tragédia, a casa do clube, a Arena Condá, estará aberta para que os torcedores possam prestar mais homenagens.