Igrejas, casas e até pet shop de Interlagos vendem comida para aproveitar público da F1

Publicado às

Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.

Crédito: Foto: Allan Simon/Torcedores.com

O GP do Brasil de Fórmula 1 é o maior evento de automobilismo do país, e a região de Interlagos aproveita como pode para arrecadar uma grana extra no dia da corrida. A reportagem do Torcedores.com fez o percurso a pé da estação Autódromo da CPTM até o portão 7 na manhã deste domingo (12) e viu uma verdadeira explosão do comércio informal na comparação com os dias de treinos da F1.

Se desde a sexta-feira (10) já era possível ver vendedores ambulantes oferecendo camisas e bonés falsificados com as marcas das principais equipes da categoria, o dia da corrida também ganhou a companhia de moradores da região que oferecem almoço aos torcedores que vieram a Interlagos para ver os carros da F1. Mas não foram apenas moradores: igrejas, fachada de um consultório de dentista e até um pet shop viraram pontos de alimentação no entorno do autódromo.

Comida por 15 reais

Foto: Allan Simon/Torcedores.com

Praticamente todos os “restaurantes” de ocasião vendiam almoço na faixa dos R$ 15. Completos, eles incluíam churrasco, com espetos de carne, e batata frita. Na rua Plínio Schmidt, onde fica a principal saída da estação de trem para quem vai ao circuito, a igreja Reobote era um dos pontos de venda de comida nesse preço.

Foto: Allan Simon/Torcedores.com

Também havia opções em casas da região. Contornando para a avenida Feliciano Correia, em direção ao autódromo, encontramos um ponto de venda de espetinhos na garagem de um casa que, no dia a dia, funciona como uma imobiliária e compartilha espaço com um consultório odontológico. Mais adiante, era possível ainda comer em um pet shop.

Produtos piratas no entorno do autódromo

Foto: Allan Simon/Torcedores.com

Na avenida Jacinto Júlio, que contorna o trecho da pista onde ficam as saídas dos boxes, o comércio já estava mais tímido por causa do bloqueio que a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) fez para facilitar o trânsito dos pedestres que acessariam o autódromo. Mesmo assim, fomos abordados muitas vezes por vendedores de água (R$ 2), e bonés falsificados (R$ 20, mas “faz por R$ 15”).

Churrasco era opção

Já na avenida do Jangadeiro, outro ponto de acesso dos torcedores da Fórmula 1, era maior o comércio de espetinhos de carne (R$ 5). Na avenida Senador Teotônio Vilela, onde entra a imprensa e o público dos camarotes, a igreja Sara Nossa Terra também vendia almoço.

Foto: Allan Simon/Torcedores.com

Como acompanhar a corrida

O GP do Brasil de Fórmula 1 começa às 14h neste domingo (12) e terá acompanhamento em tempo real pelo Torcedores.com. Em nossas redes sociais, vamos fazer a cobertura com a hashtag #F1noTorcedores e #AutolineNaF1. A Rede Globo transmite o corrida ao vivo.