Futebol

Jô faz os ‘gols do título’ e de quebra assume artilharia do Brasileirão

Publicado às

Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com trabalho como setorista do Futebol Nordestino e Paranaense.

Crédito: (Foto: Daniel Augusto/Ag. Corinthians)

No dia 24 deAgosto de 2003, mais precisamente num jogo contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, Jô se tornou o jogador mais jovem a  marcar um gol com a camisa do Corinthians, o atacante tinha 16 anos e quatro meses.

14 anos depois, de volta ao Timão ele entrou mais uma vez para a história do time alvinegro. Foi deles os dois gols que sacramentou o heptacampeonato do Corinthians nessa quarta (15), diante do Fluminense na lotada Arena em Itaquera, de quebra além do título, os dois tentos anotados deixaram o camisa 7 do Timão na liderança da artilharia com 18 gols, ultrapassando Henrique Dourado do Fluminense, caso ele termine como artilharia da competição entra novamente para a história do clube sendo o primeiro goleador do time paulista em edições do Campeonato Brasileiro.

 

Do retorno com desconfianças à redenção

Jô chegou ao Corinthians em novembro de 2016, sem poder jogar, ele ficou treinando separado buscando um recondicionamento físico, no início do ano participou da pré temporada do Timão em Orlando, no Paulistão deixou o torcedor corintiano confiante, com faro de gol aguçado, Jô foi decisivo nos clássicos e ajudou o time de Fábio Carille conquistar mais uma título estadual.

Com um regularidade extrema, o atacante do Timão foi o destaque da equipe, com poucas peças badaladas o Corinthians foi crescendo rodada a rodada e fez um primeiro turno irretocável e histórico, com gols de Jô e cia, o alvinegro paulista foi galgando na competição. Nos jogos decisivos lá estava o camisa 7, com 18 gols restando três rodadas para o Brasileirão acabar, Jô é franco favorito ao posto de goleador do certame, um desempenho bem superior em relação a sua primeira passagem pelo Timão, quando na ocasião em 118 jogos, ele marcara os mesmos 18 gols, uma média de 0,15 gol por partida.

 

CORINTHIANS ALFINETA RIVAIS NO TWITTER APÓS CONQUISTA DO HEPTA