Liminar suspende processo de privatização do Autódromo de Interlagos

Foto: Getty Images

O vereador Mário Covas Neto conseguiu junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo nesta sexta-feira (10) uma liminar que suspende o projeto de privatização do Autódromo de Interlagos, local que recebe neste final de semana o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

O TJ paulista concedeu a liminar por conta da não votação do projeto de lei no plenário da Câmara de Vereadores, o que fere o regimento da casa. Covas Neto, que foi piloto e chegou a atuar na Stock Car antes de migrar para a carreira política, divulgou a liminar através do Twitter.

Aprovado em primeira votação, o projeto só terá prosseguimento após haver um esclarecimento de todo o projeto junto a Justiça. Covas Neto seguiu em sua conta no Twitter, e disse não ser contra a privatização, tampouco ter tido um “ato de rebeldia”. “Apenas quero que o tempo de discussão e de apreciação do projeto na Câmara seja respeitado. Não se pode passar por cima do regimento por causa de pressa”, completou.

A venda da área da praça esportiva foi uma das promessas de campanha do atual prefeito de São Paulo (SP), João Doria (PSDB), que no final de outubro, em evento realizado no circuito localizado na zona sul da cidade, garantiu que até abril de 2018 fará o leilão da praça esportiva.

Foto: Getty Images



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.