Ídolo do Avaí, Marquinhos se torna o maior artilheiro da história da Ressacada

Divulgação/Avaí Futebol Clube.

Considerado um dos maiores, ou se não, o maior ídolo da história do Avaí, Marquinhos balança as redes diante do Bahia pela quinta vez, chega aos 58 gols e ultrapassa a marca de Décio Antônio: “Fico contente porque hoje a Ressacada tem o artilheiro que sempre mereceu”.

Cria da base avaiana, depois 18 anos, Marquinhos escreveu seu nome em mais uma página da história do Avaí. O ídolo azurra anotou um tento diante do Bahia, na ultima quarta-feira (8), em partida válida pela 33ª rodada da Série A, chegou aos 58 gols na Ressacada e ultrapassou a marca do ex-jogador Décio Antônio como maior artilheiro da história do estádio.

É uma meta que queria bater, bati. Nada vai apagar – disse o Galego à rádio CBN/Diário, ao comemorar a marca apesar da derrota diante do Bahia.

A meta era um desejo pessoal de Marquinhos pelo clube do coração. Diante do Botafogo, no dia 19 de outubro, o capitão anotou o tento de número 57 e igualou a artilharia. Algumas semanas depois, pode celebrar a marca isolada, apesar do resultado ruim, que deixa o Avaí cada vez mais complicado na luta contra o rebaixamento:

– Resultado não era o que a gente esperava, jogamos para conseguir outro resultado, começamos bem, criamos bastante, mas no final levamos gol na infiltração (…). Mas, pela minha marca, fico feliz e contente, não só pela marca, mas pelo desempenho. Fiz um bom jogo, corri até onde pude, então saio de cabeça erguida. Fico contente porque hoje a Ressacada tem o artilheiro que sempre mereceu – deu ênfase o camisa 10 avaiano.

Natural em Biguaçu, na Grande Florianópolis, Marquinhos virou profissional em 1999 e estreou aos 17 anos, lançado pelo técnico Cuca. Em 2000, foi para o futebol alemão, atuar no Bayer Leverkusen. O primeiro retorno ao Avaí foi em 2006, depois retornou ao Leão em 2008 para ser peça fundamental no acesso à Série A. No ano seguinte, título estadual e a sexta colocação no Brasileirão. Em 2011, jogou no Leão emprestado pelo Santos.

A volta em definitivo para o clube do coração foi em 2013. Desde então no Avaí, viveu mais dois acessos a Série A, a partir desta quarta-feira, uma nova conquista em sua página no clube: a artilharia isolada da história da Ressacada.

 

 

Leia mais

http://torcedores.uol.com.br/noticias/2017/09/relembre-5-frases-polemicas-de-felipe-melo-no-palmeiras

http://torcedores.uol.com.br/noticias/2017/10/gignac-causa-alvoroco-na-web