Futebol

No radar de Tite, Jorginho estreia pela Itália e não pode mais jogar pelo Brasil

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Jorginho (segundo da esquerda para a direita) estreia pela seleção da Itália (Foto: Reprodução/Twitter oficial das Eliminatórias da UEFA para a Copa do Mundo)

Crédito: Jorginho (segundo da esquerda para a direita) estreia pela seleção da Itália (Foto: Reprodução/Twitter oficial das Eliminatórias da UEFA para a Copa do Mundo)

O duelo de volta entre Itália e Suécia pela repescagem europeia para a Copa do Mundo de 2018 marcou a estreia do brasileiro Jorginho pela seleção italiana. Natural de Imbituba, em Santa Catarina, o volante foi formado nas categorias de base do Hellas Verona e defende o Napoli desde 2014.

Com a escalação para atuar com a camisa da Azzurra, Jorginho fica impedido de defender a seleção brasileira no futuro. Como os jogos de Eliminatórias são considerados partidas oficiais, o jogador, que obteve cidadania italiana em 2012, fica impossibilitado de atuar com a camisa verde e amarela, de acordo com o artigo 8º do estatuto da FIFA.

Na convocação da seleção brasileira para os amistosos contra Japão e Inglaterra, o diretor de seleções da CBF Edu Gaspar chegou a comentar sobre a situação do volante e revelou que Jorginho estava no radar de Tite.

“Eu pessoalmente conversei com o Jorginho depois da reunião que nós tivemos junto à comissão técnica sobre o interesse e as observações que estavam sendo feitas em relação ao atleta. Eu fiz questão de ligar para ele e falar a verdade do fato que nós estávamos conversando, mas também deixei ele à vontade para tomar tomar uma decisão, que é delicada e importante para a carreira do atleta. Mas não deixei ele sem saber a verdade do que estava acontecendo aqui. Ele está sim ainda sendo observado, tanto é que o Silvinho acompanhou muitos jogos dele na Itália. Nós conversamos bastante internamente sobre as características dele e sobre que função ele poderia vir a jogar. O que nos dá uma tranquilidade é que o atleta está sabendo o que nós estamos pensando”, revelou Edu no dia 20 de outubro.

O dirigente se mostrava confiante que o jogador iria escolher jogar pela seleção brasileira, mas duas semanas depois Jorginho foi convocado pelo técnico Giampiero Ventura para defender a Itália nos jogos contra a Suécia pela repescagem europeia das Eliminatórias para a Copa do Mundo e aceitou o chamado.

O jogador mora no país europeu desde os 15 anos de idade, quando saiu de um projeto de empresários italianos em Santa Catarina para as categorias de base do Hellas Verona. Na atual edição da Serie A TIM, o ítalo-brasileiro é o jogador que mais dá passes no campeonato (999) e o sexto melhor em aproveitamento de passes (92,3%).

LEIA MAIS
ÀS VÉSPERAS DE INGLATERRA X BRASIL, JORNAL INGLÊS LISTA OS 20 MELHORES BRASILEIROS NA HISTÓRIA DA PREMIER LEAGUE