Oeste pode complicar a vida do Internacional na Série B

Crédito: Rosiron Rodrigues (Goiás EC).

A rodada deste meio de semana da segunda divisão é quente! Por enquanto, apenas o América-MG se garantiu na primeirona do ano que vem. Internacional, Ceará, Paraná, Oeste, Londrina e até o Vila Nova estão briga pelas outras três vagas. No outro extremo da tabela, ABC, Náutico e Santa Cruz já foram guilhotinados. O Luverdense está perto de cair para a Série C, mas há outros correndo perigo. Confira o melhor da jornada, segundo o Oddsshark.com.

 

América-MG espera repetir feito de 1997

O campeão brasileiro da segundona de 1997 foi o América-MG. Naquela ocasião o vice foi a Ponte Preta. Náutico e Vila Nova completaram o quadrangular final. O Coelho sonha em repetir o feito este ano. Só que desta vez, há uma camisa pesada entre os vinte concorrentes ao título: o Internacional, que está há dois pontos dos mineiros.

Sabendo do ótimo momento do time, a torcida recepcionou a delegação que voltou de Florianópolis no aeroporto. Enderson Moreira espera ter mais tranquilidade daqui para frente, uma vez que a promoção foi alcançada. Seus comandados têm 74% de dar a volta olímpica, segundo os matemáticos.

É bom abrir o olho com o Juventude, oponente que não visa mais nada este ano e que teve uma atuação muito segura contra o Oeste.

O triunfo dos de Belo Horizonte está avaliado em R$ 1,49 / um, segundo o Oddsshark.com, contra R$ 4,30 / um do empate e R$ 7,90 / um dos gaúchos.

 

Crise no vice-líder

Quem diria! Apesar do segundo lugar e de se encontrar diante de um mísero ponto para retornar à elite, o Internacional vive mais uma (terceira ou quarta) crise nesta campanha. Desta vez, sobrou para Guto Ferreira, demitido após o empate com o Vila Nova. Sem vencer há quatro jogos, os gaúchos somaram apenas três em doze pontos possíveis e perderam a ponta para o América-MG.

Para piorar, D’Alessandro recebeu o terceiro amarelo e dá a vez a Camilo. Danilo Silva e Leandro Damião são outras baixas por causa de contusões. No banco de reservas senta o auxiliar Odair Hellmann, que será o técnico até o fim do ano. Para 2018, o nome de Abel Braga tem sido fortemente cogitado.

O Oeste é uma equipe guerreira, que está em quinto lugar e que luta para ficar entre os vinte melhores do país pela primeira vez em sua história. O Rubrão reconhece que é um “jogo de seis pontos” e, se tiver êxito, aumentam suas chances de subir.

Segundo as casas de apostas esportivas, há equilíbrio apesar de um leve favoritismo dos forasteiros: R$ 2,99 / um se o rubro-negro de Itápolis vencer, contra R$ 3,15 / um se ninguém for melhor do que ninguém e R$ 2,38 / um, se Rodrigo Dourado e companhia estancarem a crise.

 

Pode ser esta noite

O Ceará está desde 2012 na segunda divisão depois de ter descido em 2011. Seu regresso ao andar de cima e a recolocação de Fortaleza entre uma das capitais do futebol de primeira estão prestes a acontecer. Se ganhar do Paysandu, o Inter vencer o Oeste e o Londrina não bater o Guarani, o Vovô terá retornado. Seu oponente é o Paysandu, que tem remotas possibilidades de descenso.

Quem investir nos cearenses concorre a R$ 1,58 / um, contra R$ 5,73 / um dos paraenses e R$ 3,73 / um se ambos marcarem o mesmo número de tentos.

 

Paraná confiante

O Paraná chegou a Recife com antecedência para não dar sopa para nenhum imprevisto no deslocamento desde Curitiba. O Tricolor está em clima de decisão e, se conquistar os seis pontos contra Santa Cruz e CRB na estrada, consegue o acesso, algo que não vem desde 2007.

Em grave crise financeira, os atletas da Cobra Coral prometem entrar em greve nesta terça-feira se os cartolas não pagarem os salários atrasados. O problema de dinheiro tem afetado as instituições pernambucanas.

As cotações estão do lado paranista: R$ 1,96 / um, contra R$ 3,94 / um dos recifenses e R$ 3,75 / um se cada quadro somar um ponto.

 

Luverdense tenta sobreviver

Na parte debaixo da tábua de classificação, está praticamente tudo definido. Três dos quatro rebaixados já são conhecidos. Quem pode se tornar o quarto enforcado é o Luverdense, que precisa desesperadamente somar pontos. Logo mais, a “peleja de seis pontos” é contra o Boa e os mato-grossenses têm as estatísticas a seu favor: R$ 2,01 / um, contra R$ 3,74 / um dos mineiros e R$ 3,28 /um em caso de igualdade.

 

Veja outros odds no Torcedores.

 

36ª rodada:

Terça-feira, 14 de novembro:

19h15: (R$ 1,75) Criciúma x Náutico (R$ 4,58) (Empate R$ 3,59)

19h15: (R$ 1,78) Londrina x Guarani (R$ 4,40) (Empate R$ 3,57)

20h30: (R$ 1,81) Vila Nova x Figueirense (R$ 4,58) (Empate R$ 3,36)

20h30: (R$ 2,99) Oeste x Internacional (R$ 2,38) (Empate R$ 3,15)

20h30: (R$ 1,63) Brasil de Pelotas x ABC (R$ 5,49) (Empate R$ 3,63)

21h30: (R$ 1,58) Ceará x Paysandu (R$ 5,73) (Empate R$ 3,73)

21h30: (R$ 3,94) Santa Cruz x Paraná (R$ 1,96) (Empate R$ 3,75)

21h30: (R$ 1,49) América-MG x Juventude (R$ 7,90) (Empate R$ 4,30)

21h30: (R$ 2,01) Luverdense x Boa (R$ 3,74) (Empate R$ 3,28)

21h30: (R$ 2,35) CRB x Goiás (R$ 3,42) (Empate R$ 3,20)

 

Classificação:

1º América-MG – 66 – Campeão + Série A.

2º Internacional – 64 – Série A.

3º Ceará – 60 – Série A.

4º Paraná – 59 – Série A.

5º Oeste – 57

6º Londrina – 55

7º Vila Nova – 54

8º Juventude – 50

9º Criciúma – 46

10º Brasil de Pelotas – 45

11º Paysandu – 45

12º Goiás – 44

13º Figueirense – 43

14º Guarani – 43

15º Boa – 43

16º CRB – 42

17º Luverdense – 40 – Série C.

18º Santa Cruz – 33 – Série C.

19º Náutico – 31 – Série C.

20º ABC – 31 – Série C.