Futebol

Opinião: Sem esperanças, a torcida clama “Devolvam o nosso Santos”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Facebook oficial Santos FC

Na noite desta quarta-feira (08), os torcedores do Santos deram adeus a pouca esperança que tinham de ver seu time ser campeão brasileiro em 2017.

Com a derrota por 2×1 para o Vasco em pleno a Vila Belmiro, a distância para o líder Corinthians aumentou de 6 para 9 pontos, matematicamente ainda é possível, mas com apenas cinco rodadas para o fim do torneio, o torcedor já encara como impossível diminuir essa diferença, não pelo fato do Corinthians ter voltado a ganhar, mas sim porque o time não demonstra e neste ano de 2017, e nunca demonstrou, vontade de ganhar algo.

Assim como nas eliminações do Campeonato Paulista, Copa do Brasil e na Libertadores, o torcedor mais uma vez viu um time sem vontade e sem nenhum poder de reação. O primeiro gol da partida foi de Ricardo Oliveira, que a exemplo do jogo anterior contra o Atlético-MG, desperdiçou um caminhão de gols até fazer o primeiro da partida, o time Cruz Maltino foi para cima do Santos e após o golaço do jovem Evandro de 19 anos aos 39 minutos do segundo tempo, o Vasco virou o jogo em bela falta cobrada por Nenê aos 47 minutos da etapa final.

O que mais vejo nas arquibancadas e redes sociais é um único pensamento, este elenco do Santos não tem raça, não tem sequer vontade ser um time campeão, um time que almeja o título brasileiro não pode perder de virada em casa e empatar jogos com times da parte de baixo da tabela, o torcedor santista já está cansado de ver jogadores apáticos em campo e o que ele mais quer é mudança. O que eu e toda nação alvinegra desejamos, é que nas eleições que vão acontecer agora em dezembro, essa mudança aconteça de forma radical, da presidência até o time principal, que o Santos que nós aprendemos a amar onde os jogadores iam pra cima e jogavam com raça e principalmente alegria volte o mais rápido possível, que essa fase ruim acabe junto com o ano de 2017 e a torcida volte a se orgulhar de ir ao estádio e ver um time que encanta até os rivais, pois assim como o hino já diz, “…é um orgulho que nem todos podem ter”.

LEIA MAIS:
INCOMODADO, ELANO EVITA CRITICAR LUCAS LIMA: “QUERIA FALAR O QUE ACHO”
5 LIÇÕES QUE O SANTOS PRECISA TIRAR DA DERROTA PARA O VASCO NA VILA BELMIRO