Opinião: Valentim demonstra não estar pronto para assumir o Palmeiras

Foto: Cesar Greco - Agência Palmeiras

O Palmeiras novamente tropeçou no Brasileirão. Desta vez em Salvador, acabou derrotado pelo Vitória, por 3 a 1. Com esse resultado, praticamente deu adeus a qualquer chance de título nacional.

Agora, o foco da equipe comandada por Alberto Valentim, é de fato ficar no G4 e garantir a vaga direta na Libertadores de 2018. Atualmente o Verdão ocupa a 4ª colocação na tabela de classificação com 54 pontos.

E falando no treinador interino do atual campeão brasileiro, ele cada vez mais demonstra ainda estar muito longe de poder dirigir o clube em uma temporada cheia e de forma efetiva, ainda mais com as prováveis exigências do clube para a próxima temporada.

Contra o Cruzeiro ele já apresentou alguns problemas como a dificuldade em mudar a forma de jogar do Verdão, que rapidamente ficou conhecida pelos adversários.

Além disso, pouco utilizou algumas peças que mereciam mais espaço, como Felipe Melo, Thiago Santos e Guerra. Ao mesmo tempo insistiu em outras como Mayke e Egídio, além de Edu Dracena e Juninho.

Outros jogadores merecem destaque por terem lugar cativo, mesmo em mal momento, como Dudu e Tchê Tchê, que pouco estão rendendo mas raramente deixam a equipe titular.

Falando especificamente de Dudu, o capitão e camisa 7 do Palmeiras atuou pelos 90 minutos no clássico contra o Corinthians, mesmo não rendendo absolutamente nada. Valentim optou por tirar Keno, que vinha em um melhor momento.

Em alguns jogos, como o do Cruzeiro, a substituição demorou demais para acontecer, o que prejudicou o tempo em si para recuperação do placar que o Verdão sempre esteve atrás do marcador até igualar no fim da partida.

A pergunta que fica é a seguinte: será que Valentim terá capacidade para comandar o Palmeiras em um ano com mais exigências do que a temporada 2017? Eu penso que hoje ele ainda não está pronto.

O que você acha? Deixe seu comentário!