Futebol

Presidente eleito revela como pretende mudar situação financeira do Cruzeiro

Publicado às

Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Jaci Silveira/Cruzeiro/Divulgação

Na terça-feira, os bastidores do Cruzeiro ficaram agitados com a confirmação da negociação do lateral-esquerdo Diogo Barbosa para o Palmeiras. A notícia repercutiu rapidamente e muitos torcedores não gostaram do trâmite que levará um dos principais atletas do elenco celeste para o clube paulista. Porém, é fato que a negociação do camisa 6 denota a péssima situação financeira do clube estrelado neste momento.

Apesar da situação não ser confortável, o futuro presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, falou sobre as finanças do clube e de como pretende angariar recursos para montar um time forte na temporada de 2018.

“Como administrador profissional, empresário, temos uma meta de equilibrar as finanças a partir de 2018. Vamos catar recursos fora de futebol. Contratamos um dos grandes homens mundiais, o doutor Marco Antônio Lage. Temos programas para captar recursos extra-futebol”, disse o futuro presidente em entrevista à Rádio Super.

“No futebol tem que usar imaginação, procurar parceiros investidores. Temos diversos já. Estamos conversando, namorando. Espero ficar noivo e dar casamento. Os recursos que vamos inicialmente captar para fazer um grande clube, vamos precisar de reforços pontuais. Estes nós já estamos encaminhando junto com investidores. Não vou adiantar mais, mas o torcedor pode ficar tranquilo porque vem coisa grande por aí. Tem que ser peixe grande”, finalizou à Rádio Super Wagner Pires de Sá.

LEIA MAIS:

FUTURO PRESIDENTE DO CRUZEIRO REVELA MOTIVO DE VENDA DE DIOGO BARBOSA PARA O PALMEIRAS