Futebol Feminino

Thaís Helena revela expectativas e ‘frio na barriga’ em seu retorno ao futebol do exterior

Publicado às

Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.

Thaís Helena

Crédito: Reprodução/Instagram

A goleira Thaís Helena vai voltar a atuar longe do Brasil. Após passagens vitoriosas por equipes de São Paulo, a camisa 1 acertou com o Asa Tel Aviv, de Israel. Apesar de não saber muito sobre a equipe, que acumulou títulos nacionais nos últimos anos, a arqueira está ansiosa para o retorno ao futebol do exterior.

Depois de defender as cores do FF Yzeure, da França, Thaís voltou ao Brasil para defender XV de Piracicaba, São José e Ferroviária, conquistando títulos importantes. Agora, a goleira deixa o país em busca de novos conhecimentos.

“Tenho muitas expectativas, principalmente pelo reconhecimento do público pela modalidade. Quando joguei na França, tive o privilégio de ver os estádios cheio para ver a modalidade jogar. No Brasil não temos isso e aqui (em Israel), acredito que terei. Entre outras coisas, como experiência de vida, espero conhecer outra cultura, aprender outro idioma e conhecer novas pessoas. Isto não há o que pague”, disse a brasileira, em entrevista exclusiva ao Torcedores.com.

Nas últimas sete temporadas, o Asa Tel Aviv venceu cinco vezes, de maneira consecutiva entre 2010/2011 e 2014/2015, a Ligat Al Women, primeira divisão do Campeonato Israelense de Futebol Feminino.

Thaís Helena revelou que não conhecia a equipe, mas o fato, de nenhuma maneira, lhe tira a vontade de estar defendendo seu novo clube.

“Não conhecia, mas sempre existe o frio na barriga (risos). Se não tiver, então é hora de parar para pensar se não é melhor começar a fazer outra coisa, porque para mim essa é a melhor sensação. Tenho em todos os jogos e só passa depois da primeira defesa”, comentou.

No futebol brasileiro, Thaís Helena passou pelo por grandes equipes e, na maioria, levantou taças. Ao todo, entre outros, foram três títulos da Libertadores no currículo, em 2013, 2014 e 2015.

“Quando voltei da França fui para o São José E.C e fiquei por quase 3 anos lá. Ali conquistei dois títulos da Libertadores, então para mim foi o título mais marcante na carreira. No São José foi onde conquistei os maiores títulos da minha carreira”, completou a goleira.

Thaís Helena em ação pelo São José, em 2017.

LEIA MAIS:

ATLÉTICO DE MADRID ANUNCIA CONTRATAÇÃO DA ZAGUEIRA BRASILEIRA MÔNICA HICKMANN

ANDRESSA ALVES CITA DOIS TIMES COMO GRANDES RIVAIS DO BARCELONA NA CHAMPIONS FEMININA