Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Bahia segue em busca de técnico; saiba quem está livre no mercado

Faltando uma semana para o final de 2017, a torcida tricolor segue na expectativa pela definição do treinador que iniciará 2018 sob o comando do time do Bahia.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Foto: Divulgação/ECBahia

Eleito no dia 9 de dezembro, Guilherme Bellintani tem afirmado e reafirmado desde então que a decisão do técnico para 2018 está sendo feita a partir de um processo de análises constantes e cautelosas.

Já é assunto público que a nova diretoria abriu conversas com o atual técnico Carpegiani e com Guto Ferreira, que é o principal nome para assumir o time no momento. Além de Marcelo Oliveira, que já foi devidamente descartado por Bellintani.

Mas, assim como é costume ao fim de toda temporada, o mercado possui uma série de treinadores desempregados. Confira alguns deles:

Milton Mendes

Desejado pelo Bahia após a demissão de Preto Casagrande, Milton Mendes está sem clube desde que foi demitido pelo Vasco, ainda no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Seus melhores resultados foram conquistados no Santa Cruz, em 2016, onde ganhou a Copa do Nordeste.

Vanderlei Luxemburgo

Em 2017, Luxemburgo acertou com o Sport ainda no primeiro semestre. Após um início promissor, foi demitido do cargo por conta de uma série de maus resultados perto do fim da temporada. Está sem clube desde então.

Ricardo Gomes

Também desempregado desde o final da temporada 2016, após sair do São Paulo, Ricardo Gomes esteve próximo de um acerto com o rival Vitória neste ano. Com 52 anos, dirigiu times como Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo. Em 2017, treinou o Al Nassr, da Arábia Saudita, no segundo semestre.

Cristóvão Borges

Sem clube desde que foi demitido do comando do Vasco, em março deste ano, Cristóvão Borges foi o último a conseguir dirigir o Esquadrão por 38 rodadas de um Brasileirão, em 2013. Em seu currículo, também há passagens por Vasco, Flamengo, Fluminense e Corinthians.

Rogério Micale

Treinador mais ‘inexperiente’ desta lista, Rogério Micale se destacou em 2016 ao levar o Brasil à medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro. Em seu primeiro trabalho em um clube, dirigiu o Atlético-MG em poucos meses e foi demitido.

Fabiano Soares

Já Fabiano Soares é o mais desconhecido da lista. Apesar de ter surgido para o futebol brasileiro neste ano, como técnico do Atlético Paranaense, já é experiente na europa. Possui uma passagem de três anos como treinador do Estoril, de Portugal, e também dirigiu clubes menores da Espanha.