Quem joga? Com reforços e saídas, escale o Atlético-MG ideal para 2018

Atlético-MG
Foto: Bruno Cantini / Atlético

O Atlético-MG passa por uma reformulação em seu elenco. Após um 2017 abaixo da média, com uma equipe experiente e com vencimentos altos, a nova diretoria, eleita neste mês de dezembro, busca rejuvensceminto do grupo e independência financeira. Para isto, jogadores ‘medalhões’ deixaram o clube, jovens chegaram e a folha de  pagamento foi ‘enxugada’. Com isso, o técnico Oswaldo de Oliveira terá trabalho na pré-temporada para montar o time para o próximo ano. Antes das atividades inciarem  em 2018, é a sua vez de ser comandante, torcedor. Qual seria o ’11’ ideal do Galo para 2018?

Quem já chegou?

Até o momento, o Atlético-MG acertou com cinco jogadores neste final de ano e terá um retorno já confirmado. Para a defesa chegou o lateral-direito Samuel Xavier, ex-Sport. Do Palmeiras vieram o volante Arouca e os atacantes Róger Guedes e Erik. Também no setor ofensivo, Ricardo Oliveira deixou o Santos e tem tudo para assumir a vaga de  centroavante. Por sua vez, o lateral Danilo Barcelos, de bom 2017 na Ponte Preta, teve sua volta pedida pela direção.

Quem ainda pode chegar?

Entre os nomes que ainda estão sendo especulados como possíveis reforços estão o atacante colombiano Copete, do Santos, o zagueiro argentino Germán Conti, do Colón, e o volante Wallace, do Hamburgo. As negociações, no entanto, seguem ‘emperradas’. O meia Raphael Veiga, do Palmeiras, também despertou o interesse atleticano, mas as tratativas esfriaram e o destino do jogador pode ser o Atlético-PR.

Quem já saiu?

Com relação as saídas, o camisa 9 Fred acertou seu retorno para o Cruzeiro, deixando uma posição em aberta no time. No setor defensivo, Marcos Rocha, que também era titular foi para o Palmeiras na negociação, por empréstimo, envolvendo Róger Guedes. Rafael Moura não teve seu contrato renovado e fechou com o América-MG. Marlone, que pertence ao Corinthians, encerrou vínculo de empréstimo e pode voltar ao Sport.

Também planejando mudanças na base, o Atlético-MG já definiu os empréstimos de cinco jovens jogadores. Dodô, Capixaba, Jesiel, Leonan e Elder já acertaram seus futuros e vão defender Botafogo-SP (apenas no Campeonato Paulista), América-MG, Mirassol (também apenas no Paulistão), Fortaleza e Atlético-GO, respectivamente.

Quem ainda pode sair?

A única situação pendente é a de Robinho, que não deve mesmo seguir na Cidade do Galo. O alto salário do camisa 7 e o pouco tempo de negociação entre as partes complicam a permanência. O Santos surge como candidato a repatriar o atacante.

Escalando o time ideal

Em 2017, a equipe base teve: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias, Otero (Cazares) e Valdívia; Fred e Robinho. Pensando em 2018, é a sua vez de assumir a prancheta e substituir Oswaldo de Oliveira no papel de técnico. Vote nas enquetes abaixo e defina o seu Atlético-MG ideal!

*Nas enquetes em que se repetem jogadores, vote em opções diferentes.

Eaí, torcedor. Como ficou o seu time? Faltou alguma peça? Contrataria mais alguém? Conte para a gente nos comentários!

LEIA NOTÍCIAS DO ATLÉTICO-MG:

GALLO FALA SOBRE A POSSIBILIDADE DE NOVOS REFORÇOS NO ATLÉTICO
MERCADO DA BOLA: AGENTE ACREDITA NA PERMANÊNCIA DE FÁBIO SANTOS NO ATLÉTICO
MERCADO DA BOLA: ATLÉTICO EMPRESTA MAIS DOIS JOVENS JOGADORES
PALMEIRAS E ATLÉTICO CONFIRMAM TROCA ENTRE RÓGER GUEDES E MARCOS ROCHA



Estudante do 8º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.