F1: Mansell crê em mais títulos de Alonso, e em Hamilton superando Schumacher

O piloto britânico Nigel Mansell afirmou que acredita que Fernando Alonso poderá conquistar mais títulos em sua carreira, ainda mais agora com a troca de motores da McLaren, e ainda elogiou o compatriota Lewis Hamilton, o qual ele acredita que pode superar Michael Schumacher e se tornar o maior campeão da história da F1.

Rodrigo Nascimento dos Santos
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Twitter

Um dos grandes pilotos da história da F1, Nigel Mansell revelou em entrevista publicada nesta semana na revista F1 Racing que acredita que Fernando Alonso terá chances de voltar a lutar pelo topo da categoria, agora que a McLaren trocou a Honda pela Renault como fornecedora de motor:

“Acho que Fernando pode ganhar muitos outros campeonatos, ele é um piloto incrível e quero que a McLaren, com o novo motor Renault, possa lhe oferecer coisas positivas e poder competir no topo novamente”, afirmou o campeão mundial de 1992 e que ficou conhecido como “Red Five”.

“O que acontece com Alonso é que ele é um piloto de corrida, ele tem enorme talento e é um grande campeão do mundo. Sua carreira ficou paralisada sem qualquer culpa”, completou o Leão Britânico.

Mansell também comentou a respeito de Lewis Hamilton, e além de elogiar o tetracampeão mundial e compatriota, acredita que ele tem condição de superar Michael Schumacher, tanto no número de títulos, quanto no número de vitórias:

“Minha previsão é que Lewis vai lutar pelos dois recordes de Schumacher, tanto o de 91 vitórias como o de sete títulos mundiais. Se você considerar que ele só tem 32 anos e eu conquistei meu primeiro título quando tinha 39, se ele continuar recebendo o apoio da Mercedes, então ele tem uma oportunidade incrível.”

“No momento, Lewis tem 62 vitórias e, com uma média de oito ou nove vitórias por temporada, ele só precisa de outros quatro anos bem-sucedidos para romper todos os recordes. Ele fez uma temporada excelente e poderia ter feito até melhor. Só desejo que ele mantenha a concentração, abrace a oportunidade e continue entusiasmado em razão de tudo o que ele pode oferecer”, completou Mansell.

LEIA MAIS:
REVIEW F1 2017: O ANO DA CONSAGRAÇÃO DE LEWIS HAMILTON
REVIEW F1 2017: A QUEDA DE BRAÇO ENTRE ALONSO E HONDA