Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Felipão revela quantas vezes assistiu ao jogo do 7 x 1 e qual foi o sentimento

O ex-técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, o Felipão, participou do programa “Bola da Vez”, da ESPN Brasil, na madrugada desta quarta-feira (20) e falou de diversos assuntos, entre eles sobre a fatídica goleada sofrida pela Brasil, sob seu comando, para a Alemanha, por 7 a 1, nas semifinais da última Copa do Mundo.

Marcel Thomé
Jornalista e assessor de imprensa

Crédito: Foto: Reprodução/ESPN Brasil

Atualmente sem clube após passagem vitoriosa na China, onde comandou o Guangzhou Evergrande, pelo qual conquistou três Campeonatos Chineses, uma Copa da China, duas Supercopas da China e uma Liga dos Campeões da Ásia, Felipão foi questionado sobre quantas vezes assistiu à goleada sofrida no Mineirão diante dos alemães.

“Um dia. Num determinado momento, na casa de uma amigo. Ele disse: ‘Olha, Felipe. Estou vendo aqui [o jogo]’. Tudo bem, assisto junto. Vou sofrer pela segunda vez, mas tudo bem“, disse.

Assisti mais uma vez ao jogo. Quase que completo. Mas, se não, não veria. Se me perguntares de alguns jogos de 2002 eu não me lembro, porque passa“, completou Felipão.

Terapia

De acordo com o técnico, o tempo depois da partida não foi nem um pouco fácil, mas passou.

Sou do tempo antigo. Minha terapia foi feita em casa. Sofrimento meu, dos familiares, um dia, dois, uma semana ou duas. Fica marcado na tua existência, no dia a dia, mas passa. Tu vais se lembrar só da parte ruim, de uma situação e tu viveste 299 boas? depois de 15, 20 dias já passou“, disse.

Copa de 2002 foi maravilhosa? Foi. Mas já passou. Terminou. Ganhou, ganhou. Perdeu, perdeu“, continuou Felipão.

Minha terapia é voltar bem, me dedicar, ter oportunidade de seguir minha carreira. Novamente ser vencedor como nós fomos lá na China. E a vida segue em frente. Eu fiz a minha parte, assumi a minha parte [de culpa] e toquei a minha vida“, finalizou o treinador.

Explicações para o 7 x 1

Felipão revelou também que é impossível achar uma explicação sobre o que aconteceu naquele dia 8 de julho de 2014.

Não tenho [explicação] e garanto que nenhum atleta daquele time tenha. A única explicação é que deu tudo certo para um lado e não deu para o outro… Não tem uma explicação lógica. Nós fizemos tudo certo. Deu errado aquele dia. Nunca falei e nunca vou falar que deu errado por causa de A ou B. Deu errado para todos nós“, analisou.

LEIA MAIS:

MERCADO DA BOLA: PALMEIRAS RECUSA PROPOSTA DE TIME COLOMBIANO POR BORJA

FLAMENGO OFERECE MEIO-CAMPISTA EM NEGOCIAÇÃO PARA TER FRED

ROGÉRIO CENI FALA SOBRE ATUAL PRESIDENTE DO SÃO PAULO: “NÃO TEM MAIS RELAÇÃO”

ATACANTE DO ATLÉTICO-MG DIZ QUE CORINTHIANS VENDEU ARANA GRAÇAS A ROMERO