Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Flamengo ainda acredita em absolvição de Guerrero e avalia permanência

O Flamengo ainda não se decidiu sobre a permanência de Paolo Guerrero para 2018. Na última quarta-feira, o jogador teve sua pena reduzida para seis meses. Assim o peruano está livre para poder voltar a atuar em maio, o que o permitiria jogar a Copa do Mundo. Mas, como o contrato do peruano com o rubro-negro termina em agosto, o clube ainda vai discutir a permanência do atacante em seu elenco.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

“A gente ainda não tomou a decisão. É nossa obrigação discutir isso internamente e ver possbilidades. Até o dia de hoje, o que tínhamos de certeza era que a punição era de um ano. Vamos primeiro conversar, ver quais são as nossas possibilidades, os riscos disso tudo, para depois ver se a gente vai ao mercado ou não”, disse o diretor executivo Rodrigo Caetano, em entrevista ao SporTV após o sorteio dos grupos da Copa Libertadores.

Nos últimos dias, surgiram as especulações em relação à contratação de um novo centroavante. Os nomes mais cotados foram de Nicolás Blandi, do San Lorenzo, e Fred, do Atlético-MG. O primeiro teria um entrave em relação ao valor pedido pelo clube argentino para sua liberação, cerca de US$ 10 milhões. Já o atacante da seleção brasileira é o favorito para aparecer como novo camisa 9 rubro-negro, caso o clube decida não continuar com Guerrero. Rodrigo Caetano deixou claro que ainda tem esperanças de uma absolvição do peruano na Coste Arbtiral do Esporte (CAS) e que decisões sobre a contratação de outro jogador para a posição serão avaliadas pelo departamento de futebol.

“Isso aconteceu hoje. A gente tem que conversar internamente a respeito disso também com nosso departamento jurídico. Só veio a demonstrar aquilo que a gente sempre soube desde o início. O Paolo é totalmente isento dessa acusação. Todo sabe que foi uma contaminação. Lamentavelmente, o Flamengo já teve um prejuízo bastante grande, porque não teve ele nos momentos mais decisivos no ano, tanto no Brasileiro como na Sul-Americana. E a gente espera que haja mais justiça ainda que a de hoje, que ele possa no CAS (Corte Arbitral do Esporte) ser absolvido e estar à disposição. É o que a gente espera pelo que ele representa, pela sua história, pela trajetória dele, poder contar com o Paolo numa Libertadores seria um grande acréscimo de qualidade e experiência”, afirmou o dirigente.

LEIA MAIS
RODRIGO CAETANO DESTACA GRUPO “EQUILIBRADO” DO FLAMENGO NA LIBERTADORES