Futebol

Zagueiro vendido pelo Palmeiras revela sofrer gozações por encarar frio na Espanha

Publicado às

Jornalista, com passagens por Globoesporte.com, Lance! (Craque do Futuro) e Jornal Gazeta de Alagoas. Apaixonado por futebol e boas histórias. Contato: Dayvidson_18@hotmail.com

Crédito: Foto: Arquivo pessoal

O zagueiro Estigarribia deixou o Palmeiras em agosto e acertou com o Alavés, da Espanha, onde passa por um novo momento na carreira. O defensor se diz adaptado ao clube espanhol e ao clima de Victória Gasteiz, a cidade mais fria do país. Entrosado e ambientado ao time, o jogador é vítima de gozações dos companheiros de equipe.

“O pessoal me zoa bastante por eu ser do Brasil, que é um lugar que não faz tanto frio e nem neva. Meus companheiros de time sempre ficam perguntando na brincadeira se estou bem, se não estou congelado”, revelou o zagueiro, aos risos.

Apesar do frio e os treinos na neve, Estigarribia disse que já está acostumado ao clima de Vitória Gasteiz. O zagueiro se divide em jogos com a equipe B e treinos com o time principal do Alavés.

“Me receberam muito bem no Alavés, é um pessoal bem receptivo que tem me ajudado muito a crescer e me sentir o mais em casa possível. Eles gostam muito do futebol brasileiro, me respeitam por isso”, declarou o brasileiro, que também já participou de alguns amistosos com a equipe profissional do Alavés.

O contrato de Estigarribia com o Alavés vai até maio de 2019. Ele vive expectativa de firmação no clube, com o objetivo de estrear na elite do futebol espanhol e enfrentar craques como Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras

 

“Meu objetivo desde que comecei no futebol sempre foi jogar profissionalmente e ter reconhecimento nacional e mundial fazendo o que mais gosto. É um sonho meu, que acabou se transformando em sonho de meus familiares e amigos”, contou Estigarribia, que tem 20 anos e é natural do Matogrosso do Sul.

Estigarribia passou um ano nas categorias de base do Palmeiras, onde disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior desta temporada. Antes, o zagueiro atuou por cinco anos no juniores do Fluminense.

“Por eu sempre querer ser jogador de futebol, foi um sonho conquistado poder defender dois dos maiores clubes do Brasil. Me senti muito feliz por poder representar estas equipes, onde aprendi muito em todos os treinos. Espero no futuro poder jogar outra vez no Palmeiras ou Fluminense”, concluiu.

LEIA MAIS:

Promessa troca Palmeiras pela Itália e se assusta: “até o craque do time anda de bicicleta”

Atacante relembra parceria com Ronaldinho e início no Palmeiras com o irmão