Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Alonso não acredita que outros pilotos da F1 possam se aventurar em Daytona no futuro

Um dos destaques dos testes deste fim de semana para as 24 Horas de Daytona, Fernando Alonso deixou claro que não acredita na possibilidade de outros pilotos da F1 seguirem seus passos e se aventurarem em provas americanas.

Rodrigo Nascimento dos Santos
Colaborador do Torcedores

Crédito: Instagram Oficial de Fernando Alonso

Esta sendo realizado neste fim de semana, os testes para os pilotos e equipes que participarão no final deste mês, das 24 Horas de Daytona. Entre os destaques desses primeiros dias, temos o espanhol Fernando Alonso, fazendo a sua estreia na pista americana e nas provas de protótipos.

Como tem dito nos últimos anos, Fernando Alonso traçou como meta conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo, e como participou em 2017 da Indy 500, este ano, o espanhol tem como meta disputar as 24 Horas de Le Mans, e usará as 24 Horas de Daytona como preparação. E apesar do sucesso que tem sido a participação do bicampeão mundial nas provas norte-americanas, Alonso não crê que outros pilotos da F1 seguirão os seus passos:

“Não acho que vão, não. Já há um, Lance Stroll, que está correndo conosco neste fim de semana. Ele ama correr. É do Canadá, então isso é parte da cultura dele, esse tipo de corrida, campeonatos americanos”, comentou Alonso, inclusive salientando a participação de Lance Stroll, atualmente piloto da Williams, das 24 Horas de Daytona.

“Os outros caras? Duvido. Na Europa, focamos demais em correr em só um campeonato. Conforme os times se tornam mais profissionais, leva mais preparação e mais tempo de pista e testes de inverno. Não é fácil para o piloto pensar em mais de uma frente”, completou o espanhol.

Além disso, Fernando Alonso fez questão de ressaltar que sua situação é diferente, já que o chefe da McLaren e seu amigo, Zak Brown, é dono da United Autosports, equipe pela qual o espanhol está correndo em Daytona:

“Eu posso fazer porque com Zak Brown e a McLaren existe uma visão diferente, mais ampla, do esporte a motor. E eu compartilho essa visão. Estamos todos juntos lançando uma visão global de esporte a motor.”

“Ele [Zak] é um chefe único, com uma visão ampla do esporte. É um gênio comercial. Passou os últimos dois anos ajudando a McLaren e agora está ajudando o esporte a motor. Não é apenas meu chefe, é meu amigo e está fazendo coisas ótimas para o esporte”, encerrou o bicampeão mundial.

LEIA MAIS:
SENTE FALTA DAS CORRIDAS? CONFIRA SETE FILMES PARA ASSISTIR E MATAR A SAUDADE
24 HORAS DE DAYTONA: NASR FECHA O SEGUNDO DIA DE TREINOS NA LIDERANÇA; ALONSO TERMINA NA 11ª POSIÇÃO