Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Cueva é destaque de jornais peruanos, que criticam atitude do meia no São Paulo; confira

A reação de Cueva em pedir para não jogar contra o Mirassol não pegou apenas o São Paulo e seus torcedores de surpresa. A atitude do meio-campista virou manchete nos principais tabloides peruanos.

Roberto Junior
Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Um dos principais jogadores do Peru, ao lado de Paolo Guerrero e Farfan, Cueva foi capa dos principais jornais de seu país, todos questionando ou criticando a atitude do jogador em ter se recusado a jogar no Campeonato Paulista por não ser titular. Um dos diários ainda questiona se isso pode prejudicá-lo pensando na Copa do Mundo.

Só relembrando que o caso se deu após Cueva se recusar a ficar no banco de reservas contra o Mirassol, pelo Paulistão. O meia afirmou que gostaria de ser titular para pegar ritmo de jogo visando o clássico do fim de semana. Como seria suplente “achou que não é importante para o clube” e começou a ouvir propostas de outros times.

Raí lamentou o fato e comentou que com a atitude não vê o jogador comprometido com o São Paulo. Após rebater via Instagram, Cueva apagou a publicação.

CONFIRA A REPERCUSSÃO DOS JORNAIS ABAIXO:

JORNAL DEPOR

“Su peor cara”. Foi assim que o jornal “Depor” estampou em sua capa a reação de Cueva. Traduzido para o português, o título é algo como “Sua pior face”.

O diário ainda explica que o camisa 10 se recusou a viajar por não ser titular de Dorival Júnior diante do Mirassol. Ainda ressalta que o São Paulo recusou a oferta do Al-Hilal e afirmou que Cueva não está comprometido com o clube.

“Qué pasa, Aladino?”, fecha o texto da capa o Depor, questionando o que está havendo com o jogador, lembrando o apelido de “Aladin” do meia.

JORNAL LIBERO

“Está en una cueva”. O Jornal “Libero” faz o trocadilho onde diz “Está em uma caverna” e completa em texto na própria capa:

“Aladinho se declara em rebeldia no São Paulo e exige sair do clube”, e termina indagando. “Ficará sem a Copa do Mundo?”.

A pergunta do jornal é clara, já que momentos antes de Cueva se recusar a jogar pelo São Paulo, Ricardo Gareca, técnico do Peru, pediu comprometimento dos jogadores em seus clubes.

“Não tenho muito a agregar, devo avaliar tudo que faz em sua passagem pela seleção. Qualquer incidente que repercuta na imagem ou possibilidade que representa a um país como o Peru, não olho para o outro lado, me interessa. Todos estamos sujeitos a uma imagem e a representar da melhor maneira ao país dentro e fora. Essa é uma mensagem importante aos jogadores”, disse o treinador em entrevista coletiva nesta terça-feira.

“Quando alguém tem a obrigação e responsabilidade de representar um país, tudo o que um fizer pode incidir na imagem ou rendimento que tenha a ver com a seleção nacional”, completou.

“Confio que todos os jogadores da seleção sabem que estamos diante de uma grande responsabilidade, desde a chegada ao país como também tudo o que façam e se desenvolvam em suas respectivas equipes. É algo que estamos seguindo e é importante”, finalizou Gareca.

JORNAL EL BOCÓN

“Rebelde sin causa” ou “Rebeldia sem motivo”, é o que destaca um dos jornais esportivos mais importantes do Peru, “El Bocón”. O diário explica que Cueva causou uma embaraçosa situação com o São Paulo, que não quis vendê-lo ao Al Hilal e que se recusou a iniciar no banco de reservas.

LEIA MAIS
SÃO-PAULINOS DETONAM ATITUDE DE CUEVA APÓS MEIA PEDIR PARA NÃO SER RELACIONADO