DESTAQUE

Hernanes esclarece situação contratual com chineses e se declara ao São Paulo

Publicado às

Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Hernanes

Crédito: Foto: Reprodução

Liberado do treinamento para resolver sua situação e se reapresentar ao Hebei Fortune, Hernanes deu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira e esclareceu sua situação contratual junto aos chineses. O jogador avisou que ainda tentará conversar com a diretoria do seu clube e até se declarou ao Tricolor Paulista.

Hernanes explicou que desde que o São Paulo o contratou por empréstimo, a diretoria são-paulina tenta conversar com o Hebei e assim tentar contratá-lo em definitivo. O ‘Profeta’ também avisou que tem tentado conversar para ficar no Tricolor.

“Fiz contrato de três anos e tenho mais dois anos, sendo que em metade de 2017 o São Paulo assinou o empréstimo, mas com a condição de ter essa cláusula que o clube hoje exerceu. O São Paulo queria um ano de empréstimo, os chineses pediram seis meses e a cláusula. No começo de dezembro eles exerceram a cláusula pedindo o retorno. Desde então, o São Paulo tem tentado de todas as formas me manter aqui. Conversei com dirigentes e treinador falando que seria importante permanecer, mas até então não teve jeito. Tenho de me reapresentar no dia 7. Esse é o primeiro ponto”, disse Hernanes.

Durante a coletiva, Hernanes fez questão de abrir espaço para agradecimentos e se declarou ao São Paulo ao dizer que as cores do clube está em seu sangue.

“Quero agradecer o São Paulo, ao Leco, na época o Vinicius (Pinotti), Alexandre Passaro também. Fizeram um grande esforço. Foram poucos meses, poucos dias, mas muito vitorioso. Me aproximei mais do São Paulo. Hoje, realmente está no sangue as cores desse clube. O torcedor me marcou muito. A comissão e a torcida receberam muito bem”, completou.

– COPA DO MUNDO DO MUNDO FICA DISTANTE ATUANDO NA CHINA

Hernanes sabe que voltando para a China, o sonho de atuar em sua segunda Copa do Mundo diminui. Por outro lado confia no conhecimento que Tite tem nele.

“Se ficasse aqui, teria mais visibilidade. Indo para lá, com o campeonato começando só em março, estarei nesse período jogando amistosos e campeonatos não oficiais. Mas acho que a minha trajetória, minhas qualidades, como o Tite falou, ele bem conhece: nesse período consegui mostrar minha qualidade e minha força moral, de caráter. Foi algo improvável o que aconteceu, estar sem jogar e chegar e acontecer tudo isso. Já provei o que posso fazer. Claro, seria melhor se estivesse aqui e dando continuidade ao que comecei. Mas não vejo como fim do mundo”, disse o ‘Profeta’.

– RAÍ E RICARDO ROCHA AINDA CONVERSAM COM CHINESES

O diretor executivo, Raí, e o coordenador técnico, Ricardo Rocha, estiveram ao lado de Hernanes e o ex-meia disse quais serão os argumentos para tentar manter o camisa 15, e que ‘usará’ o meia no próprio Hebei para tentar a liberação.

“Antes de falar o que o São Paulo ainda pode fazer, a pergunta pode ser o que o São Paulo ainda não fez. Pessoalmente conversei com o representante do Hernanes, e através dele com o clube chinês. Conversei com o agente e com o próprio Pellegrini. Hernanes também. Tentamos de todas as formas. Abrimos a possibilidade de fazer uma proposta. Não só ao clube chinês, mas para o próprio Hernanes temos limitações. Mas eles nem abriram. É uma vaga de estrangeiro que estava aberta lá e reverteram um processo de decisão, que acho que nem passou só pelo treinador, mas pelo clube. O São Paulo tentou de tudo e o que poderíamos fazer a mais era o contato direto do Hernanes lá”, explicou Raí.