NFL: New Orleans Saints contam com grande atuação de Drew Brees, vencem Carolina Panthers, e avançam às semifinais da NFC

Terminou agora há pouco o último jogo do Wild Card da NFL na temporada 2017/2018, na semana que abriram os playoffs neste ano de 2018. Direto do Superdome, em Nova Orleans, o New Orleans Saints venceu a equipe do Carolina Panthers pelo placar de 31-26, com grande atuação do quarterback Drew Brees (23/33, 376yds, 2 TD, INT) e de M.Thomas (8 Rec, 131yds). Pelo lado dos Panthers, as boas atuações de C.Newton (24/40, 349yds, 2 TDs) e G.Olsen (8 Rec, 107yds, TD) foram insuficientes para a equipe.

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Peprodução: FOX/NFL

A expectativa antes do jogo era muito em cima das defesas de ambas equipes. A defesa do Carolina Panthers é uma das melhores na NFL mas não havia conseguido parar Mark Ingram e Alvin Kamara (com 14 TDs na temporada) nos dois confrontos anteriores na temporada regular. Quanto a desfalcada defesa do New Orleans Saints, esperava-se ainda assim uma melhora no desempenho defensivo (um dos piores da temporada) após intensa semana de treinamentos.


New Orleans Saints 31-26 Carolina Panthers

1° quarto: A primeira posse de bola foi do New Orleans Saints, com a 1ª chance de Drew Brees aproveitar seu retrospecto favorável em pós-temporada, com 10 TDs e nenhuma INT registrada. Na tentativa inicial de garantir o jogo terrestre com Ingram e Kamara, a defesa dos Panthers mostrou bom serviço e rapidamente anulou a primeira trama ofensiva da equipe dos Saints. Com Cam Newton em ação, a primeiro campanha do Carolina Panthers parecia demonstrar ser mais efetivo, mas após um avanço de campo, a defesa adversária também mostrou serviço. O momento inicial da partida manteve-se até aos 9min restantes da 1a etapa, com o primeiro grande momento da partida a favor dos Panthers, alternando-se em jogadas aéreas e terrestres, mas a campanha que parecia promissora terminou sem pontuação por conta do erro em um curto FG. A consequência foi a rápida campanha de New Orleans Saints, com 18 segundos de trama ofensiva e uma conexão de 80yds de Drew Brees vencendo toda a secundária doa Panthers. 7-0 no placar do Superdome. O 1° tempo encerrou-se com uma falha defensiva dos Saints, ocasionando uma falta de 39yds, colocando Cam Newton praticamente na redzone.

2° quarto: Apesar de estar perto da meta fatal, os Panthers novamente falharam em converter o TD por causa dos lentos lançamentos de Newton para a linha ofensiva, terminando a campanha com um FG e diminuindo a desvantagem para 7-3. No momento seguinte da partida, a primeira campanha dos Saints no 2° quarto mostrou que o ataque seguiu forte e ativo rumo ao TD, terminando com 75yds percorridas em 4min30seg, com o TD de Hill e o aumento da vantagem nos Saints para 14-3.  Buscando diminuir a desvantagem, os Panthers buscaram jogadas mais curtas e tentativas mais precisas de passe, levando a sucessivas 3ªs descidas e uma longa campanha com 5min de duração, a qual terminou com FG de Gano e 14-6 no placar. Antes do término da 1a etapa, as longas conexões de Drew Brees fizeram o jogo aéreo trabalhar sem nenhuma dificuldade, em campanha com cerca de dois minutos de duração, terminando com mais um TD e a larga vantagem de 21-6 sendo estabelecida. Nos segundos finais tivemos uma rápida campanha dos Panthers, que terminou com a tentativa de FG para 58yds para Gano, a qual foi convertida e marcou seu field goal mais longo da carreira. 21-9 foi o placar do intervalo.

3° quarto: A principal missão inicial do jogo a qual manteve-se de ambas equipes foi para a defesa doa Panthers na tentativa de neutralizar os passes de Drew Brees, cujo acumulava mais de 200yds no jogo. Para a sorte dos Panthers, Cam Newton tinha 12/20 dos passes corretos com mais de 150yds, tendo um desempenho consideravelmente bom. Porém, a primeira campanha dos Panthers terminou da mesma maneira que as anteriores, com a forte pressão defensiva dos Saints evitando mais um TD e colocando mais um FG para a conta, em 21-12 no placar. Com os Saints retomando a posse de bola, mais uma qualidade defensiva dos Panthers foi confirmada, com o funcionamento da anulação do jogo terrestre, impedindo Ingram e Kamara de participarem ativamente do confronto. Com isso, foi a chance de W. Lutz mostrar serviço e converter FG de 57yds e deixar o placar em 24-12 no final do antepenúltimo quarto.

4º quarto: Nos 15 minutos decisivos da partida, o Carolina Panthers mais uma vez chegou à redzone e teve chances de anotar seu primeiro TD no jogo, e desta vez a chance foi aproveitada, após as conexões de Cam Newton com o tight-end Greg Olsen, cujo acumulava 104yds e 7 recepções na partida, deixando o placar em 24-19, equilibrando de vez a partida. Após uma campanha sem sucesso dos Saints, os Panthers receberam novamente a posse para tentar a virada, mas a situação ficou dramática após um tackle de David Onyemata para cima de Cam Newton, cujo acabou sentindo uma leve concussão e teve que ser substituído por D. Anderson até o fim da campanha. Newton acabou deslocando a viseira das vistas e recebeu tratamento da NFL na beira do campo, apontando para estar apto novamente na próxima posse dos Panthers. Porém, durante este período, minutos passaram-se e os Saints conseguiram rápidos avanços rumo à um novo touchdown, levando o placar em 31-19, restando cinco minutos para o final da partida. Os Panthers receberam novamente a posse e Cam Newton foi liberado pela NFL para retornar á campo, e assim buscar um TD para seguir acreditando na vitória. E após dois minutos de campanha, tivemos a importância do quarterback sendo reconfirmada com a conexão de Newton para  C.McCaffrey, completando 56yds rumo aoTD e levando o placar para 26-31 restando 4min de um excelente jogo. A campanha seguinte dos Saints terminou sem sucesso, com uma interceptação, fazendo os Panthers começarem na linha de 30yds do próprio campo, tendo apenas 1min30 para resolver o jogo, converter um TD e vencer a partida. O drama tornou-se ainda maior com o término dos timeouts dos Panthers, tendo que depender de receber e sair do campo para “congelar” o relógio. A campanha caminhava bem, era promissora e estava chegando perto da rezone, mas após 6 jogadas, um  Intentional Grounding foi marcado contra Cam Newton e acabou sendo a jogada marcante para determinar o final do jogo. 31-26 a favor do New Orleans Saints foi o placar final do jogo, contra o Carolina Panthers.


Os Saints agora avançam para as semifinais da conferência NFC e irão enfrentar o Minnesota Vikings no próximo domingo (14), a partir das 19h40, pelo horário de Brasília, pela NFL Divisional.