Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Roger vibra com retorno aos gramados após drama e enaltece grupo do Inter: “Família”

Roger viveu uma jornada especial neste domingo, no seu primeiro jogo com a camisa do Inter. Em campo, acabou passando em branco e, apesar da boa movimentação, não chegou a ter chances claras de gol na vitória colorada por 3×0 fora de casa sobre o Novo Hamburgo. Mas o duelo no Estádio do Vale representou sua volta aos gramados depois do drama de 2017, quando foi diagnosticado com um tumor no rim direito.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Inter

Até então, ele fazia uma boa temporada no Botafogo e já vinha chamando a atenção do mercado. Quando soube da doença, ficou afastado dos campos até se recuperar totalmente, o que ocorreu perto do final do ano. Até voltou a treinar, mas não jogou mais. Antes desse domingo, Roger não jogava há 119 dias, quando auxiliou o seu ex-clube a vencer o Coritiba no Brasileirão do ano passado.

“Alegria de voltar é muito grande. Realmente foi muito especial estar no vestiário novamente, aquecer com o grupo. Um tempo atrás, passou na minha cabeça não jogar mais. Nas primeiras consultas médicas, teve um pouco de medo de não dar mais. Estou muito feliz, grato a Deus por estar voltando”, resumiu o centroavante de 33 anos.

Sobre o jogo contra o Novo Hamburgo, Roger lamentou as condições do gramado do Estádio do Vale. Muita chuva marcou o final de semana no Rio Grande do Sul e não foi diferente na região metropolitana de Porto Alegre.

“Depois de quase quatro meses, poder jogar uma partida realmente me deixa muito feliz. O campo não ajudou muito, estava muito pesado, truncado. O importante nesse início é conquistar as vitórias e ir gradativamente”, disse, antes de elogiar o elenco do Inter. “O vestiário do Inter é maravilhoso. É uma família. Tenho certeza que será um grande ano”.

Após vencer a reedição da final de 2017 do Gauchão, o Inter volta a campo na próxima quarta-feira, 24, contra o líder Caxias, a partir das 21h45, no Centenário, na serra gaúcha. A tendência é que o técnico Odair Hellmann recoloque o time titular que atuou na estreia contra o Veranópolis.

LEIA MAIS:

Volante entra durante a partida, surpreende e cobra briga por títulos: “O Inter é gigante”

Inter cresce no segundo tempo e vence o Veranópolis na estreia do Gauchão; veja o gol

Zagueiro tenta impedir, mas caixão do Grêmio aparece em comemoração do Inter na Copa SP