Sonnen planeja coroar sua carreira vencendo o GP dos pesados do Bellator: “Seria a maior conquista da minha vida”

No dia 20 de janeiro a cidade de Inglewood, na Califórnia, sediará a edição do Bellator que dará início ao GP dos pesos-pesados da organização. A primeira luta do torneio será entre Chael Sonnen e Quinton ‘Rampage’ Jackson, garantindo ao vencedor uma vaga na semifinal, contra o vencedor da disputa entre Fedor Emelianenko e Frank Mir.

Ewerton Vicente Teixeira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito foto: Reprodução/Facebook oficial Chael Sonnen

Em entrevista ao Combate.com, Sonnen revela que, se vencer o torneio, não usará o cinturão para conseguir ofertas melhores em outras organizações. “Eu sou completamente leal ao Bellator e não consideraria outra oferta” – afirma.

Em sua carreira, Sonnen acumula 30 vitórias, 15 derrotas e um empate, e vem de vitória sobre o brasileiro Wanderlei Silva. Aos 40 anos, o lutador se mostra animado para participar de um torneio. “Eu sou um cara que ama torneios, cresci fazendo isso” – disse o lutador.

O ‘Gângster Americano’, como é conhecido, parece não se preocupar muito se irá encerrar sua carreira com vitória ou derrota. Afirma ainda que, com exceção de Georges St-Pierre e Lennox Lewis, ninguém deveria se aposentar no auge. Segundo ele, “todas as carreiras têm o mesmo fim, saímos de cabeça baixa e envergonhados”.

O Bellator 192 contará também com a participação de três brasileiros. Guilherme ‘Bomba’ enfrentará o mexicano Ivan Castillo e Goiti Yamauchi encara Michael Chandler. A luta principal do evento será entre Douglas Lima e o canadense Rory McDonald.

O filho da lenda do MMA Royce Gracie fará sua estreia profissional na modalidade. Khonry Gracie irá enfrentar o também estreante Devon Brock.

LEIA MAIS

INVICTA ANUNCIA AMANDA NUNES EM CARGO PARA DESENVOLVIMENTO DE ATLETAS
DIN THOMAS AFIRMA: “CRIS CYBORG NÃO OFERECE MEDO A AMANDA NUNES”
KALINDRA FARIA DESTACA TEMPO DE PREPARAÇÃO PARA LUTA NO UFC FIGHT NIGHT 124, NESTE DOMINGO EM ST-LOUIS
AMANDA RIBAS É CONDENADA A 2 ANOS DE SUSPENSÃO POR DOPING MAS ALEGA INOCENCIA