Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Em entrevista, Alexandre Gallo fala sobre o futuro de Valdívia no Atlético-MG

O meio-campo Valdívia, de 23 anos, segue com futuro indefinido no Atlético-MG. O jogador, que chegou por empréstimo do Internacional em 2017, nunca conseguiu se firmar entre os titulares e pode ter sua estadia ‘encurtada’ em Belo Horizonte. Com contrato até maio, o meia não participou das últimas atividades do elenco e deve deixar a Cidade do Galo antes do previsto.

Bruno Nunes Loreto
Formado em Jornalismo na Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Grêmio e Fluminense.

Crédito: Foto: Bruno Cantini/Atlético

No final da tarde de ontem, quarta-feira (31), em entrevista à rádio Itatiaia, o diretor de futebol do clube, Alexandre Gallo, falou sobre o futuro de Valdívia. O dirigente confirmou que tudo está sendo estudado e que o Atlético-MG busca resolver a situação em breve.

“Valdívia é um caso que estamos estudando. Conversamos muito sobre isso, conversei com o Internacional, com o representante, com o próprio atleta. Ele tem um contrato encerrando em maio com a gente. É um atleta que precisa de uma condição melhor no aspecto físico. Faziam dois anos que estava sem pré-temporada. Estamos dando uma continuidade na pré-temporada dele, ele precisa desse trabalho de força. Isso também atrapalhou muito o desempenho dele aqui. Estamos conversando com todas as partes para ver se equacionamos uma situação o mais rápido possível, para que ele também possa entender qual vai ser o caminho dele neste ano“, disse.

As especulações dão conta de que o Atlético tenta encerrar o vínculo com Valdívia e o devolver ao Internacional, que não tem interesse no retorno. Se o meia for liberado, a expectativa é que o clube gaúcho realize outro empréstimo. Recentemente, o São Paulo apareceu como um possível interessado, mas o empresário do jogador negou que esteja em tratativas com os paulistas.

Com a camisa atleticana, Valdívia entrou em campo em 33 jogos. No período, marcou dois gols e distribuiu duas assistências. No colorado, o meia ficou ‘marcado’ por fazer parte do elenco que acabou rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, em 2016.

LEIA MAIS:

MERCADO DA BOLA: ATLÉTICO ENCAMINHA EMPRÉSTIMO DE MEIA PARA TIME PAULISTA
RICARDO OLIVEIRA SUSTENTA MARCA NEGATIVA ENTRE ATACANTES DO ATLÉTICO EM ESTREIAS
EM REDE SOCIAL, AROUCA GANHA ELOGIO DE EX-ZAGUEIRO DO ATLÉTICO
QUEM SÃO OS MAIORES CAMPEÕES DA LIBERTADORES? CONFIRA A LISTA COMPLETA