Manaus entra na briga pra sediar Libertadores Feminina em 2018

Após sediar alguns jogos da Copa do Mundo de 2014 e do Torneio de Futebol Feminino dos Jogos Olpimpicos de 2016, além do Torneio Internacional de Futebol Feminino em 2016, Manaus aspira novamente para ser uma ilustre anfitriã. Com as grandes campanhas recentes do Iranduba e todo o sucesso de público na Arena da Amazônia, a cidade torna-se uma das favoritas para receber a Libertadores da América Feminina, neste ano.

Ivan Ruela
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto:Ivan Ruela/torcedores.com

Tendo tido recordes de público no futebol feminino nacional, no Brasileirão de 2017, quando o Hulk da Amazônia chegou ao quarto lugar, a cidade e o estádio tornaram-se peças atrativas para sediar a competição.

Nós encaminhamos, no início do ano, um ofício pra Conmebol solicitando o sediamento da Copa Libertadores, manifestando o interesse do Iranduba em sediar a competição em 2018 ou em 2019. Esse ofício foi via Federação (Amazonense de Futebol, FAF) pra CBF, que encaminhou pra Conmebol”, disse o diretor de futebol do Iranduba, Lauro Tentardini, ao portal ‘A Crítica’.

Apesar dos altos valores de passagens para a capital do Amazonas, somada à complicada logística, Tentardini, enxerga com otimismo a possibilidade dos manauaras receberem o maior evento esportivo de futebol feminino do continente.

Acredito que nós temos grandes chances sim de sediar a Libertadores. Acho que, com todo respeito as outras cidades que concorrem conosco, como Foz, que tenho o maior respeito tanto pelo time como pela cidade, e Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, mas em Manaus nós temos uma estrutura melhor e devemos sim ter grande chance de levar essa competição pra Manaus”,

As outras cidades que estão na briga, são Foz do Iguaçu(sediou em 2013) representada pelo Foz Cataratas, e Santa Cruz de La Sierra, através do Deportivo Ita.

O atual campeão da Libertadores é o Audax/Corinthians. O Santos, atual campeão nacional e o Audax, que se separou do Timão, são os brasileiros já  confirmados no torneio de 2018.

Ivan Ruela/Torcedores.com