Esportes de Inverno

Olimpíadas de Inverno: Quarto dia de competições em PyeongChang

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: twitter oficial do COI

Os Jogos olímpicos de inverno tiveram, nessa terça-feira de carnaval, o seu quarto dia de competições em PyeongChang. O dia teve festa italiana, decisão histórica no curling e países dominando modalidades. Confira aqui um resumo desse dia (madrugada no Brasil) de disputas.

Curling

Uma final histórica aconteceu no curling nessa terça-feira. Pela primeira vez houve uma decisão de medalha na prova de duplas mistas, que entrou esse ano no calendário olímpico. A decisão do ouro ficou entre Canadá e Suíça, e os canadenses ganharam sem dificuldades por 10 a 3. Na disputa do bronze, a vitória ficou com os atletas olímpicos da Rússia, que ganharam da Noruega por 8 a 4. Com as duplas mistas encerradas, as pistas de curling vão agora receber as disputas por equipes, tanto a masculina quanto a feminina.

Hóquei no Gelo

Hoje teve os jogos do grupo A do torneio feminino. Na primeira partida, o Canadá ganhou de 4 a 1 da Finlândia, gols de Agosta, Poulin, Daoust e Saulnier; Valila descontou. A outra partida foi entre Estados Unidos e Rússia,com vitória americana por 5 a 0, gols de Lamoureux (2), Bellamy, Marvin e Brandt. E para os fãs de hóquei, quanta feira terá clássico: Canadá vs Estados Unidos.

Esqui Alpino

A primeira prova do esqui alpino que valeu medalha nesses Jogos Olímpicos de Inverno foi a de slalon. E o ouro ficou como  austríaco Marcel Hirscher, que mercou o tempo de 2:06.52 na soma de duas descidas. A prata ficou com  o francês Alexis Pinturault e o bronze com Victor Muffat-Jeandet, também da França. Essa prova também teve a participação de em atleta da Bolívia: Simon  Breitfuss Kammerlander. Foi a primeira participação boliviana numa Olimpíada de Inverno desde Albertville-1992.

Esqui Cross-Country

Foram disputadas duas medalhas no esqui cross country nessa terça-feira. Na prova do sprint clássico feminino, o ouro fiou para Stina Nilsson, da Suécia; seguida por Maiken Caspersen Falla, da Nopruega, com a prata; e Yulia Belorukova, que representa os atletas olímpicos da Rússia, com o bronze. Já no sprint clássico masculino, o ouro ficou com Johannes Hoesflot Klaebo, da Noruega, com Frederico Pellegrino ganhando a prata e Alexander Bolshunov, da Rússia, com o  bronze.

Luge

A Alemanha recuperou-se do trauma de Felix Loch ter ficado fora do pódio com o ouro na prova individual feminina. Natalie Geisenberger repetiu o feito de quatro anos atrás e ganhou a medalha de ouro, seguida pela compatriota Dajana Eitberger e pela canadense Alex Gough, que ganhou a primeira medalha para seu país no luge. Um momento tenso durante a última descida foi a queda da americana Emily  Swenny, que chegou a preocupar, mas a atleta saiu andando sem maiores ferimentos.

Patinação de velocidade

Mais um ouro na conta da Holanda, que domina a patinação de velocidade nesses Jogos Olímpicos de Inverno. Na prova de 1500m masculino, os holandeses Kjeid Nuis e Patrick Roest ganharam, respectivamente, ouro e prata, enquanto que o sul-coreano Kim Min-Seok conseguiu o bronze, para comemoração da torcida local. Para se ter uma noção do domínio do país dos moinhos: de doze medalhas disputadas até agora (somando ouro, prata e bronze), os holandeses ganharam oito. Ou seja, três quartos das medalhas.

Patinação de velocidade me pista curta

Para os coreanos, que esperavam fazer festa, acabaram se decepcionando, e quem comemorou foram os italianos. Na final da prova dos 500m feminino, toda a torcida esperava que Choi Min-Jeong ganhasse o segundo ouro para a Coréia do Sul. No entanto, foi a Itália, com Arianna Fontana, que comemorou uma vitória muito merecida, pois foi o primeiro ouro, mas a sexta medalha olímpica da patinadora. E para os donos da casa, que acharam que tinham ganho pelo menos a prata, veio algo pior: Choi Min-Jeong foi desclassificada por causa de um toque durante a prova e a prata ficou com a holandesa Yara Van Kerkhof e o bronze para a canadense Kim Boutin. Para os donos da casa, restou o fato de que a equipe de revezamento masculina se classificou para a final e que todos os coreanos passaram das eliminatórias dos 1000m masculino.

Snowboard

Três disputas, três ouros para os Estados Unidos. A americana Chloe Kim ganhou a prova halfpife feminina  com  nota de 98.25 e ainda assistiu a compatriota Arielle Gold ficar com o bronze, enquanto que a prata ficou com a chinesa Liu Jiayu.  O dia também teve as eliminatórias do halfpife masculino, e com a chance do domínio americano continuar graças a Shawn White, que bisca sua terceira medalha de ouro na carreira. A final do halfpife masculino coma as 11 e meia da noite horário de Brasília.