Santo André faz maratona de jogos e não registra lesões; clube conta com tecnologia avançada

O Santo André vem atravessando uma verdadeira maratona. Em 15 dias, cinco jogos pelo Paulistão, o que exige muito da parte física do elenco e expõe os jogadores a lesões. Só que após esse período, nenhum atleta se machucou, mostrando que o clube se preparou para a forte sequência.

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Divulgação/EC Santo André

Um dos segredos do Ramalhão vem da equipe de profissionais do setor fisioterápico, que conta com Luciano Vassoler (ex-fisioterapeuta da CBF), Kléber Taira e Eduardo Saraiva, e do setor fisiológico, que tem Marcel França, William Komatsu e Alessandro Conceição.

Além do time de preparadores, os andreenses possuem aparelhos e tecnologias de nível máximo. “Hoje podemos dizer que o clube não deixa a desejar a nenhum outro do Brasil em equipamentos, o que há de melhor no mercado nós temos aqui no Santo André”, disse Kléber Taira.

Alguns dos aparelhos utilizados são o Game Head, usado para crioterapia, processo terapêutico para aplicações de gelo e compressão para drenagem linfática; a bota especializada que elimina toxinas; além da hidromassagem e toda a tecnologia eletrônica.

Jogadores contam com hidromassagem para a recuperação física – Crédito da foto: Divulgação/EC Santo André

“Vemos imagens da internet dos melhores jogadores do mundo se recuperando de lesões com os mesmos equipamentos que os nossos, isso dá muita tranquilidade para trabalharmos e também segurança ao atleta, que sabe que está sendo cuidado da melhor maneira possível”, explicou Eduardo Saraiva.

Na fisiologia, a mesma tecnologia de ponta. Eles possuem equipamentos para o exame do CK (creatinoquinase, enzima que desempenha importante papel na geração de energia) e utilizam do aplicativo OneMobile, que mede tanto a intensidade e como o esforço dos jogadores.

“Dessa maneira podemos planejar os treinos de maneira mais eficaz, controlamos o ritmo durante as atividades e o atleta pode acompanhar e ter a sua própria percepção sobre frequência cardíaca, transpiração e principalmente fadiga muscular”, afirmou o fisiologista Marcel França.

Agora, o elenco teve exatamente uma semana de intervalo entre uma partida e outra. Dessa forma, irão descansados para o jogo diante do Corinthians, sexta-feira (9), no Estádio Bruno José Daniel, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. O Ramalhão soma quatro pontos e ocupa o terceiro lugar do Grupo B.

VEJA MAIS
SANTO ANDRÉ x CORINTHIANS: SAIBA COMO COMPRAR INGRESSOS PARA O JOGO DO PAULISTÃO

Curta a página “Eu amo futebol do interior paulista” no Facebook: