Títulos, choro de Renato e parceria com Douglas: Edílson volta a falar do Grêmio

Uma das três baixas mais sentidas para a temporada de 2018 no Grêmio, ao lado dos atacantes Fernandinho e Lucas Barrios, Edílson deixou o clube logo após a participação vice-campeã no Mundial, em dezembro. Agora no Cruzeiro, o lateral-direito vive novos ares e fatalmente enfrentará, em algum momento desse ano, o antigo time. Mas o carinho pelo tricolor ficou bem nítido em sua participação no Resenha ESPN, da ESPN Brasil, neste domingo.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Instagram/Reprodução

Já no meio de 2016, ele aceitou voltar ao Grêmio e de cara virou titular no time que ainda era comandado por Roger Machado. Edílson manteve o status com a chegada de Renato Gaúcho e foi peça importante nas conquistas da Copa do Brasil daquele ano e da Libertadores, no ano seguinte.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

A parceria do elenco com Renato, aliás, foi classificada por Edílson como uma das receitas para tamanho sucesso nos últimos dois anos. O defensor ainda confidenciou uma passagem emblemática pela Copa do Brasil de 2016. Sem saber especificar se havia sido contra o Cruzeiro, na semi, ou contra o Atlético-MG, na final, ele revelou um lado mais emotivo do comandante.

“Eu lembro bem… no jogo contra o Cruzeiro na semi da Copa do Brasil de 2016, ou contra o Atlético-MG na final. Um dos dois. Lá em Belo Horizonte. A gente fechou a roda, nós jogadores. Aí o Renato pediu para a diretoria sair. E ele nesse retorno ao Grêmio voltou muito mais emotivo. Então nessa palestra ele começou a falar das famílias, do sentimento e quando vimos ele começou a se emocionar. Então aquilo para nós foi arrepiante. Entramos em campo com meio título já conquistado, porque realmente emocionou muito”, disse.

A amizade com o 10

Edílson não deixou de comentar a parceria extracampo que manteve com o meia Douglas. A cada título conquistado, eles criaram o hábito de tirar a folclórica foto na banheira bebendo cerveja. Brincadeiras à parte, o lateral cruzeirense desejou sucesso na recuperação do amigo, que segue afastado por conta de lesão no joelho.

“É um irmão. Desejo todo sucesso pra ele na recuperação, mas não quero que ele jogue muito bem não, porque agora vai vir contra”, brincou. “Sobre as fotos, a primeira é a mais legal porque é a mais espontânea de todas. Foi no Gauchão de 2010. Depois, a da Libertadores estávamos virados”.

Após a intensa passagem pelo Grêmio, que culminou com uma polêmica saída depois de um áudio vazado com críticas à diretoria, Edílson é titular absoluto da lateral-direita do Cruzeiro. O tricolor, por outro lado, tem o experiente Léo Moura e o novo contratado Madson como opções para a função.

LEIA MAIS:

Veranópolis x Grêmio: assista aos gols do jogo

Zago revela brincadeira com D’Ale e se rende: “Exemplo a ser seguido por todos”

Repórter vê “cera” do Grêmio, mas fica sem resposta após invertida de Kannemann