Curso de Copa

Torcedores.com lança processo seletivo para montar time que vai cobrir a Copa com Marcelo Tas

Publicado às

Redação do Torcedores.com

Crédito: Divulgação/Torcedores.com

Participar de um time focado em cobrir a Copa do Mundo de 2018 no maior site de jornalismo colaborativo do Brasil, sob orientação e comando de Marcelo Tas, e ter a chance de produzir conteúdo em diversas mídias: essa oportunidade vai ser real para profissionais e estudantes que sejam apaixonados por esporte e por contar as histórias dele. O Torcedores.com está lançando um processo seletivo para montar a equipe de reportagens especiais do Mundial.

Para participar, basta se inscrever a partir do dia 21 de fevereiro em um curso 100% gratuito na plataforma do Torcedores.com (disponível em https://painel.torcedores.com/copa-com-tas). Durante três módulos, os interessados terão a oportunidade de aprender com Tas, que vai falar conceitos gerais do jornalismo e também específicos da editoria de Esportes, e ainda contará histórias de sua vida como jornalista.

Nesse processo, a experiência de cobertura em sete grandes eventos mundiais será contada pelo jornalista, que esteve nas Copas do Mundo de 1986, no México, em um pool formado na época pelo SBT e pela Rede Record, de 1994, nos EUA, pela Gazeta, e 2014, no Brasil, pelo CQC, da Bandeirantes, além das Olimpíadas de Atlanta-1996, pela ESPN, Pequim-2008, no UOL, Londres-2012, no Terra, e Rio-2016, pelo SporTV.

Ao fim do curso, os alunos vão participar de uma pré-seleção. Nela, aplicando todos os aprendizados e usando as ferramentas indicadas nos três módulos, os inscritos vão enviar uma produção em vídeo contando uma história que envolva o tema “Copa do Mundo”. Para isso, deverão pensar em uma pauta, planejar um roteiro, e ir a campo para conseguir o necessário para contar essa história com imagens e entrevistas.

“Vou compartilhar minha experiência de já ter passado por sete coberturas, entre Copa e Olimpíadas, por diferentes veículos e linguagens. Os candidatos serão desafiados a botar a mão na massa. Haverá treinamento de como fazer entrevista, de como perder a timidez diante da câmera e de saber avaliar a melhor ferramenta para situação. Seja dentro do estádio na Rússia ou no meio da torcida num bar de uma pequena cidade do Nordeste brasileiro. O que vale é uma boa história”, reforça Tas.

Com esse material em mãos, os alunos vão fazer o trabalho de decupagem (organização e listagem de tudo o que foi gravado), edição e finalização do vídeo. Após enviados os trabalhos, começa o processo de seleção dos 20 melhores. Os escolhidos vão ser entrevistados por Tas, que a partir dessas conversas vai selecionar 10 pessoas para a equipe final da Copa do Mundo.

Os 10 selecionados vão começar a partir de abril o trabalho de pré-produção e de esquenta para a Copa do Mundo. Vão trabalhar em diversas mídias, como texto, podcast, vídeo, entre outros formatos. O foco será fazer uma cobertura diferente, com a cara do site, buscando o viés do torcedor.

“A visão da torcedor vai muito além de gritos de guerra. Hoje, o papo de arquibancada inclui Psicologia e Gestão, por exemplo. Debate-se com a mesma empolgação o estado emocional do craque depois do pé-na-bunda que levou da estrela da novela da Globo e o déficit do clube depois da compra da estrela internacional que não vingou. É um mundo muito mais complexo que a antiga cobertura de vestiário e coletivas de imprensa do técnico depois do jogo”, diz Tas.

Esse trabalho também será importante para o posicionamento do Torcedores.com durante a Copa do Mundo. Criado em 2013, o site tinha menos de um ano de vida na última edição, realizada no Brasil, e hoje conta com uma audiência de 7 milhões de usuários por mês, além de ter uma base de uma base com mais de 10 mil colaboradores cadastrados em todo o país, com um produção de 7 mil textos sobre vários temas dentro do esporte mensalmente.

“A nossa cobertura traz uma diversidade turbinada pela natureza colaborativa do Torcedores.com, livre do contágio da geolocalização do eixo Rio x São Paulo. Quem tiver talento e paixão por contar histórias do esporte, estará dentro da nossa equipe”, crava Tas.