Torcedores – Notícias Esportivas

Uendel elogia Iago, minimiza disputa na lateral e lembra: “Não existe titular ou reserva”

Por uma fatalidade, o Inter está ganhando uma forte disputa na posição de lateral-esquerdo. Uendel terminou a temporada de 2017 como titular absoluto, sendo um dos jogadores mais assíduos no time. Logo, entraria 2018 da mesma forma. Só que uma lesão no joelho ocorrida no primeiro tempo do primeiro jogo do ano, contra o Veranópolis, o tirou de combate por cerca de um mês. Reserva imediato, o jovem Iago aproveitou a oportunidade.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Inter

Titular desde o afastamento por lesão de Uendel, o garoto tem mostrado desenvoltura, apoio e qualidade nos arremates. Foi assim que marcou o gol da virada nesta quinta-feira sobre o Juventude, no Beira-Rio, pelo Gauchão. Uendel já está apto para voltar, mas, ao Torcedores.com, minimizou a disputa pela titularidade e ainda fez rasgados elogios a Iago.

“Fico muito feliz por ele. É um cara que a gente gosta muito dentro do grupo. Desde o ano passado ele já mostrava uma qualidade incrível e está sempre aberto a aprender mais. Não é surpresa essa evolução dele. E aqui sempre falamos que não tem titular ou reserva. O fato de eu ter jogado vários jogos no ano passado era circunstância do momento. Pra nós não tem isso de titular ou reserva. O pensamento é de ajudar. Infelizmente tive uma lesão no começo do ano, então a temporada para mim está começando agora. Mas eu fico é feliz por ele e pelo grupo estar ganhando mais um jogador de qualidade”.

Uendel deve retornar ao time titular no domingo, contra o São Paulo, em Rio Grande, quando Iago cumprirá suspensão automática. Sobre a temporada do Inter, o experiente lateral de 29 anos vê o grupo no “caminho certo”, mas ainda pede paciência para projetar grandes conquistas.

“É difícil cravar um momento pra dizer se esse time vai chegar ou não vai chegar. O nosso time a gente olha hoje e sabe que está no caminho certo, mas a gente precisa estar bem daqui a dois meses, quando começam as finais. Copa do Brasil, por exemplo, a gente precisa estar bem na quarta-feira. Um grupo para ser montado leva tempo, então a gente tem que seguir esse caminho. Trabalhando forte, porque um grupo vencedor se cria assim. Não é com 11, e sim com todos. É isso que a gente está fomentando no grupo. Que todos estejam preparados para quando a oportunidade surgir”.

Ouça o bate-papo com Uendel:

LEIA MAIS:

Zago revela brincadeira com D’Ale e se rende: “Exemplo a ser seguido por todos”

Repórter vê “cera” do Grêmio, mas fica sem resposta após invertida de Kannemann

 

TUDO O QUE ACONTECE NO INTERNACIONAL