Vitorioso contra o Vasco, Rafael Vaz “abre o jogo” e fala sobre a eliminação do Flamengo na Libertadores passada

Desde a temporada retrasada, o Flamengo vem protagonizando “vexames” históricos em competições internacionais. Primeiro uma eliminação histórica para o Palestino-CHI, pela Copa Sul-Americana de 2016. No ano seguinte veio a Copa Libertadores, e o Fla frustrou sua torcida e não conseguiu passar da fase de grupos. Diante disso, o zagueiro Rafael Vaz foi figura recorrente nessas duas eliminações.

Orlando Neto
De Natal-RN. 19 anos. Jornalista em formação. Apaixonado por futebol mundial, especialmente pelo futebol do Rio. Implicante e contestador do bem.

Crédito: Rafael Vaz não saiu bem do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza)

O jogador que atualmente joga pela Universidad de Chile, concedeu entrevista ao jornal Lance! e falou sobre a sua passagem pelo Flamengo, e principalmente pela saída precoce da Libertadores na temporada passada.

Vaz tenta retomar a carreira no Chile (Foto:Divulgação)

 

Segundo o jogador, o baque foi muito grande para todo o elenco. Fora isso, o zagueiro ainda assegura que os reflexos da eliminação escoam até hoje, por conta da pressão exercida pela torcida flamenguista.

“Para gente foi muito frustrante. Torcedor acha que jogador não tem sentimentos, não liga. Mas foi um baque. Estava comentando hoje com meus companheiros, em dez minutos estávamos no céu e fomos pro inferno. Se passasse, a história da Libertadores seria outra. A partida era perfeita, sofremos um apagão nos últimos dez minutos. O peso da eliminação está até hoje. Você pode ver que hoje a torcida não tem paciência. Grande parte é por isso, não conseguimos o objetivo naquele momento” – disse Rafael Vaz, que enxerga de outra forma.

Na última rodada, o zagueiro fez um gol importante contra o Vitória. Por causa desse gol, o Flamengo garantiu classificação direta para a fase de grupos da Libertadores deste ano. Aquela classificação foi bastante comemorada entre a direção e os jogadores.

“Temos que pensar do lado positivo, quanto tempo o Flamengo não ia para Libertadores? Foi novamente agora…”

Rafael Vaz comemorando pelo Fla (Foto: Gilvan de Souza)

 

Assim como Vaz, Alex Muralha, Márcio Araújo e Gabriel também foram contestados no Flamengo. Sobre isso, Rafael Vaz garante que a pressão da torcida não atrapalhou a sequência do trabalho.

“Não vejo assim, são jogadores rodados, sabem o que fazem. Jogamos com uma responsabilidade que sempre tem que vencer, mas do outro lado tem onze pessoas que também querem vencer. Nem sempre vamos conseguir. Foi a eliminação, Copa do Brasil, Sul-Americana… Torcedor cria expectativa, como nós criamos. Temos a emoção, mas é o nosso trabalho. O povo acha que é fácil, mas é difícil” – finalizou o zagueiro.

Nesta temporada, o defensor terá nova oportunidade para mostrar serviço na Libertadores. Seu atual clube, inclusive, estreou com vitória contra o Vasco na noite dessa terça-feira (13), por 1 a 0, em São Januário. Enquanto isso, o Flamengo continua a preparação para enfrentar o Emelec-ECU na noite desta quarta-feira (14), no Ecuador.