Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Barcelona vence e avança às quartas da Liga dos Campeões 2017/2018

Barcelona garante sua vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões, ao derrotar o Chelsea em casa por 3 a 0. Veja como foi a partida.

Andre Nascimento Donati
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Twitter oficial do FC Barcelona

O primeiro do Barcelona saiu logo aos dois minutos do primeiro tempo, quando Messi chutou a bola para o meio das pernas do goleiro Courtois, Atrás no placar, o Chelsea passou a atacar mais o time catalão, mas sem efetividade. A primeira grande chance do time inglês aconteceu aos 11 minutos de jogo, numa falta. Contudo, a zaga rival afastou o perigo.  Praticamente em seguida, o brasileiro Willian chutou de longe, forçando Ter Stegen a defender.

O Barcelona tocava a bola com folga, sem se preocupar em atacar, pois o 1 a 0 era o suficiente. O Chelsea, por outro lado, começou a ficar nervoso, e errava constantemente, além de recuar a bola repetidamente, para desespero da torcida.. A bola não saiu do meio do campo até os 19 minutos, quando Willian tentou para o empate. O contra-golpe, no entanto, foi mortal, Messi aproveitou a zaga aberta e disparou até a grande área, onde passou para Dembélé abrir 2 a 0.

O time inglês sentiu o golpe e só voltou a atacar aos 24 minutos, mas sem ameaçar o gol catalão. Precisava marcar dois gols para avançar, mas não conseguia se aproximar. O Barcelona, relaxado, voltou a tocar a bola. Suarez quase abriu o placar aos 27 minutos após um bonito drible de Iniesta. Aos 30 minutos, Giroud chutou de longe, mas o goleiro Ter Stegen segurou firme. Em seguida, o Barcelona quase ampliou com Piqué.

Aos 36 minutos, o Chelsea chegou com perigo. William passou a bola para Marcos Alonso, que chutou com força para o gol e  Stegen defendeu. Kantê tentou o rebote, mas a bola foi para a linha de fundo. O susto forçou o Barcelona a passar a bola com mais rapidez e marcar mais os adversários.Aos 44 minutos, falta para o Chelsea.Willian tomou o primeiro cartão amarelo do jogo por contar os passos, ato que só o árbitro pode fazer. Marcos Alonso cobrou e a bola bateu na trave. Foi o último ato do primeiro tempo.

Os dois times voltaram para os segundo tempo sem alterações. O Chelsea começou atacando, conseguindo em escanteio, Rüdiger tentou de cabeça, mas sem força. William tentou de longe, mas sem sucesso. O Barcelona contra-atacou com Suarez, que chutou na cara do gol, mas o goleiro Courtois defendeu. Aos três minutos, momento polêmico. O Chelsea atacou, Giroud caiu no chão e o time inglês reclamou de pênalti, que o árbitro não apitou. O francês ainda saiu com cartão amarelo por simulação

O pênalti não foi marcado, mas o Chelsea continuou atacando, com Willian, que foi lançado, mas não chegou a tempo. Azpilicueta também teve a chance de marcar o  primeiro do time inglês, mas a bola foi para fora. Aos 11 minutos, primeira substituição: Iniesta sai (bastante aplaudido) para a entrada de Paulinho. Aos 15 minutos, outra substituição: Busquets saiu e André Gomes entrou.

O Chelsea continuava a atacar. Marcos Alonso fez uma nova tentativa aos 16 minutos, mas Piqué impediu com um carrinho.. Contudo, veio o golpe mortal. Messi recebeu a bola na grande área e não perdoou. 3 a 0 e classificação garantida antes dos 20 minutos de jogo. Pouco depois, o time catalão fez sua última substituição: saiu Dembélé, entrou Vidal.

O Chelsea, para tentar um milagre, fez duas substituições ao mesmo tempo. Moses e Giroud (que não jogou nada na partida), saíram para a entrada de Zappacosta e Morata. Mas o time estava totalmente desanimado, pois precisava de três gols para se classificar. Contudo, Willian mostrava o porquê de ter sido convocado por Tite e não desistia. Mas o cansaço o abateu, e seu rendimento caiu. Com quase 30 minutos de partida, Marcos Alonso levou cartão amarelo ao acertar Paulinho.

O Barcelona estava classificado, mas Messi ainda queria mais. Aos 33 minuto, chutou uma falta e Courtois defendeu. Bateu também o escanteio, mas novamente o goleiro segurou. Aos 36 minutos, Hazard saiu e Pedro Rodriguéz entro. Foi a última substituição do Chelsea e da partida. Aos 39 minutos, Paulinho tentou marcar o seu gol e o quarto do Barcelona, mas Courtois novamente defendeu.

Nos últimos cinco minutos de partida, os dois times diminuíram o ritmo e apenas esperaram o apito final. Rüdiger tentou marcar o do Chelsea de cabeça, mas a bola novamente bateu na trave. Foi o último lance do time inglês antes do final da partida. Agora, o Barcleona espera o sorteio da sexta-feira para saber quem será o seu adversãrio.