Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Roberto Firmino: uma história de perseverança, realidade e lágrimas

Em ano de Copa, muito se fala da história dos expoentes e craques da seleção brasileira. Mas o atacante do Liverpool, Roberto Firmino, provavelmente não deve constar nesta lista de prioridades. A história de um garoto recém saído do Figueirense, na série B. Deportado da Espanha há nove anos, preterido e devolvido. E daí para o estrelato na Premier League, Roberto Firmino venceu preconceitos, lágrimas e decepções para estar onde poucos conseguiram se firmar.

Bruno Wang
Redator e Pós Graduado em Jornalismo Esportivo. Ama Futebol e o Esporte.Redator Sênior do Torcedores.comPara um pouco mais de mim, pode me escrever: Brunocom26@gmail.com

Crédito: Facebook Oficial Roberto Firmino

LEIA MAIS

LIVERPOOL 7 X 0 SPARTAK: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Roberto Firmino e sua história começam em 2009, no aeroporto de Barajas, o mais movimentado da Espanha. Ali, muitos sonhos acabaram antes mesmo de começar, devido à intolerância das autoridades espanholas, especialmente dirigida aos brasileiros. Muitos foram barrados e proibidos de entrar ou passar pela Espanha. Entre eles, Roberto Firmino, um garoto de apenas 17 anos que queria brilhar na Europa. Seu caso é curioso, pois ele possuía uma conexão para Marseille, na França. Seu destino não era Madrid. O Olympic de Marseille o esperava para uma peneira. A viagem terminou de forma prematura com uma ligação para mãe em Maceió. Um Firmino em lágrimas, sem falar uma palavra de espanhol, seria deportado, mesmo com explicações de alguns representantes ligados ao figueirense sobre a situação do jogador.

O maceioense voltou em choque para o time de Santa Catarina. Tivera um ”tratamento especial”. Um copo de água e uma maçã durante horas. Truculência e nenhuma tolerância. Tentou novamente o teste em Marseille, desta vez indo direto à França. Depois de observações, a multa de um milhão de euros pedida para contratação de Roberto Firmino foi rejeitada e o brasileiro estava de volta ao Brasil pela segunda vez. Sua extrema timidez, contrastante com o alegre Firmino dos tempos de Liverpool de hoje, quase custaram  sua carreira, pois muitos achavam que ele simplesmente não tinha entrosamento e comunicação em campo. Não pedia a bola, alguns observadores técnicos chegaram a perguntar se era mudo. Tudo que oferecia era um sorriso sempre estampado no rosto.

Sua sorte começou a mudar a partir de 2010. Ganhou, com o Figueirense na série B, o prêmio de jogador mais promissor do torneio. Em 2011 foi vendido para o Hoffenheim, time alemão, por quatro milhões de euros. A partir daí sua ascensão foi rápida e surpreendente. Foi vendido para o Liverpool em 2015 e seus 22 gols e 13 assistências proporcionaram-lhe um belo cartão de visitas, e uma parceria duradoura com Phillipe Coutinho. Há ainda os que duvidam de sua capacidade de se adaptar, dado ao seu passado um tanto quanto turbulento. Tite, o treinador da seleção brasileira, parece discordar.

Numa recente entrevista ao ”UOL esporte”, Tite teria afirmado que 15 jogadores já estariam confirmados para Copa da Rússia deste ano. O técnico já determinou que o bilhete de Roberto Firmino está garantido. ”Firmino é um número 10 que pode atuar como um camisa nove”, constatou Tite em outra entrevista.

Os depoimentos de Tite só confirmam que o garoto de Maceió, que desafia os deuses do futebol, veio para ficar de vez e deixar sua marca na história do futebol, não importando quantas idas e vindas precise percorrer para alcançar seus objetivos. É bom relembrar que o Liverpool está nas quartas de final da Liga dos Campeões 2018. Fácil adivinhar quem quer colocar aquele sorriso tímido no rosto novamente.