Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Relembre as seleções campeãs mundiais que já ficaram de fora da Copa do Mundo

Enquanto o mundo ficava desolado, com a não classificação da Holanda, país três vezes vice-campeão, se abalava que o Chile bi campeão da Copa America também não conseguiu o feito, achou estranho os Estados Unidos, que desde 1990 tem a sua participação garantida para o mundial e, que os Camarões que desde sua estreia em 1982, pela terceira vez ficará de fora. A Itália tetra – campeã mundial, não estará presente na Rússia, isso graças aos grupos totalmente mal feitos, que a UEFA monta para as eliminatórias, onde dois campeões se enfrentam, lembrando que quase a Argentina fica de fora do mundial, conseguindo a classificação na ultima rodada, mas, quem foram os outros campeões mundiais que ficaram ausentes em outras copas.

Adriano Coelho
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Facebook FIFA World Cup

Uruguai: A famosa celeste olímpica, foi à primeira seleção campeã mundial, além de ser o país a sediar a primeira copa, o motivo foi o fato de a seleção sul americana ter vencido as olimpíadas nos anos de 1924 e 1928, o Uruguai ficou ausente nas duas copas seguintes, pois não fez questão de ir a Europa, em 1950 os uruguaios mostraram sua força vencendo dentro do Maracanã, em 1954 ficou em quarto lugar, era um futebol que dominou o certame durante trinta anos, mas, em 1958 eles não se classificaram, nas duas copas seguinte, fizeram campanhas sem destaques, apenas em 1970, chegaram à semifinal, depois disso, a seleção virou lenda, sendo eliminada na primeira fase de 1974, ficando de fora dos mundiais de 1978 e 1982, fizeram campanhas desastrosas em 1986 e 1990, novamente foram ausente em 1994 e 1998, conseguiram se classificar na repescagem em 2002, mas, caíram na primeira fase, em 2006 novamente não foram para a copa, para muitos o Uruguai vivia de uma época, não podia ser considerado potencia, mas, em 2010 com um futebol bonito, com bons jogadores, conseguiram um honroso quarto lugar, em 2014 caíram nas oitavas, mesmo assim venceram dois campeões mundiais (Itália e Inglaterra), a seleção do Uruguai voltou a mostrar futebol, mas, a sua queda deixou os fora de oito copas.

Itália: A poderosa seleção que venceu quatro copas se negou a disputar a Copa de 1930, por ser na America do Sul. Foram bi em 1934 (na Itália) e 1938 (na França), a seleção era refém do ditador Benito Mussolini, que segundo conspirações comprou a copa que foi em seu país, no mundial seguinte, chegou ameaçar com morte quem não jogasse bem, depois disso, o país sofreu com a segunda guerra, tendo apagadas participações, sendo eliminada pela Irlanda do Norte nas eliminatórias de 1958, com essa desclassificação, o pais começou a reduzir o numero de estrangeiros, o que demorou a surgir efeito, pois a Itália só voltaria a fazer uma campanha de respeito em 1970, quando foi vice-campeã, lembrando que era a atual vencedora da Eurocopa (1968), nas copas seguintes conseguiria um quatro lugar em 1978, campeã em 1982, terceiro em 1990, vice em 1994, campeã em 2006, nas outras duas seguintes, cairia na primeira fase, sendo eliminada para a copa de 2018, a mesma frase de 1958, foi dita novamente: “Se preocupa em trazer tanto craque de fora e, não cria bons atletas no país”. A Itália ficou ausente de três copas, mas, como campeã mundial, foram duas.

Seleção italiana de 1970

Alemanha: Os alemães não vieram para o mundial de 1930 por opção, não tinham clima para disputar a copa de 1950, pois ainda se recuperava da guerra, mas, podem se gabar por nuca terem sido eliminados numa eliminatória, venceram quatro copas, foram quatro vezes vices, além de cinco disputas do terceiro lugar, foram os que mais chegaram às semifinais e finais, para muitos, o futebol mais inteligente do mundo, ficou de fora quando quis como campeã esteve sempre presente em c opas. Sendo campeãs contra duas favoritas seleções, Hungria de 1954 e Holanda de 1974.

Inglaterra: Os inventores do futebol, que para muitos, são eternas promessas. Junto com a Hungria, são os maiores campeões olímpicos três vezes, mas, a ultima medalha de ouro foi em 1912, pela soberba, não quiseram disputar os três primeiros mundiais, tinha naquela época um futebol imbatível, mas, na Copa de 1950 foram eliminados por uma seleção amadora dos Estados Unidos, depois de campanhas insignificantes, foram campeões da copa de 1966, disputada em sua casa, ninguém pode questionar aquele time, que tinha jogadores de alto nível, mas, a suspeita de roubo, existe até hoje, os ingleses ficaram de fora dos mundiais de 1974 e 1978, mostrando uma decadência, pois não disputaram também as Eurocopas de 1972 e 1976 (torneio que eles não possuem), fizeram uma boa campanha na Copa de 1990,quando obtiveram o quarto lugar, mas, em 1994 não foram para a Copa, nos mundiais seguintes, ficaram no quase, sempre eliminados nas fases de mata mata, em 2014, caíram na primeira fase, ficando com as ultimas posições. Ficaram seis copas de fora, três como campeões.

Argentina: Junto com o Brasil, são considerados o celeiro de craques, chegaram a cinco finais, vencendo duas, muitos questionados na Copa de 1978, que foi disputada na própria Argentina, em época de ditadura militar, para muitos, ela foi literalmente comprada, os argentinos, ficaram de fora de 1938 (se revoltaram, pois a Copa devia ser na America do Sul), em 1950 (estavam brigados com o Brasil, e boicotaram o mundial), 1954 (brigaram com a FIFA), em 1970, foram eliminados pelo Peru nas eliminatórias. Ficaram quatro copas de fora, mas, desde que foram campeões, sempre disputaram, a Argentina foi à primeira vice-campeã mundial.

França: O primeiro gol numa copa foi da França em 1930, na vitoria de 4×1 contra o México, não se classificaram em 1950 e 1962, o futebol deles apareceu para o mundo em 1958, quando obtiveram o terceiro lugar, e o artilheiro da copa Just Fontaine com 13 gols, ficaram de fora também em 1970 e 1974, o seu futebol não representava nada, até pelo fato de ter ficado de fora de cinco Eurocopas seguida de 1964 a 1980, mas, a coisa começou a mudar, chegaram as semifinais de 1982 e 1986 (ambas às vezes eliminadas pela Alemanha), além de ter vencido a Eurocopa de 1984, disputada em seu país, a decadência volta, eles ficam de fora dos mundiais de 1990 e 1994, mas, em 1998, a Copa é disputada na França, e eles ficam com o titulo, o futebol embala, eles abocanham também, Eurocopa (2000), Copa das Confederações (2001 e 2003) e sub 17 (2001), além de ser vice em 2006, depois que ganhou o titulo, seu futebol esteve presente em todas as copas, mas, foram seis edições que eles não participaram.

Espanha: Famosa pelos times milionários foi outra seleção que demorou em ganhar respeito, mesmo tendo vencido a Eurocopa de 1964 (disputada em seu país), não foi para a Copa de 1930, foi obrigada a sair da disputa em 1938 por causa de uma guerra civil, não se classificou em 1954 e 1958, também ficou de fora em 1970 e 1974, fazendo uma campanha bem feia quando sediou a copa em sua casa, no ano de 1982, obtendo apenas uma vitoria, mas, em quatro anos, ganharam duas Eurocopas (2008 e 2012) e uma Copa do Mundo (2010), sendo que em 2014, foi eliminada na primeira fase, seis copas de fora, como campeã não podemos comentar, pois ganhou o titulo muito recente.

Não falaremos do Brasil, já que é o único pais do mundo a disputar todas as copas, além de ser o maior detentor de títulos, mas, como vimos a festa parece que não fica completa sem os campeões mundiais, a Itália será uma ausência muito grande; como foi à Inglaterra em 1994; o Uruguai nas varias copas em que não veio, mesmo perdendo o prestigio que tinha; a própria Holanda, que para quem não sabe, disputou apenas 10 copas, mas, chegou a cinco semifinais, sendo três finais, faz falta quando não vem; a França em 1990 e 1994 não era campeã ainda, mas, era estranha a sua não participação; assim como seleções que estão apagadas como a Hungria duas vezes vice, mas, não comparece desde 1986 e a antiga Tchecoslováquia que também disputou duas finais, uma curiosidade que poucos sabem, a Suécia foi quatro vezes semifinalista, sendo uma vez vice, lembrando que Inglaterra e Espanha chegaram apenas em duas semifinais, mas, possuem mais respeito, muitas vezes o fato de ter times que vencem campeonatos internacionais, a seleção acaba sendo vista com outros olhos.