Futebol Sul-Americano

Veja Raio-X das equipes uruguaias que jogam esta semana na Libertadores

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Após a eliminação do Montevideo Wanderers, três equipes uruguaias permanecem na disputa: Defensor Sporting, Peñarol e Nacional.

Todas as equipes uruguaias jogarão fora de casa nesta semana. Defensor Sporting joga hoje contra o Cerro Porteño. Na quinta-feira, Nacional visita o Santos e Peñarol o The Strongest.

DEFENSOR SPORTING ENFRENTA RIVAL DIRETO EM ASSUNÇÃO

O grupo 1 da Libertadores, na teoria, terá o Grêmio classificado na primeira posição e o Monagas da Venezuela em último. Dessa forma, Defensor Sporting e Cerro Porteño disputarão a segunda vaga nas oitavas de final. Hoje, às 21h30 em Assunção, eles farão o primeiro confronto direto. Na rodada de estreia, Cerro Porteño venceu o Monagas fora de casa e Defensor Sporting arrancou um valioso empate por 1 a 1 com o Grêmio em Montevideo. Com isso, os paraguaios estão na liderança do grupo, dois pontos à frente da equipe do Parque Rodó.

Defensor Sporting chega à partida de hoje após perder claramente para o Nacional no Campeonato Apertura. Pior do que o resultado foi a postura da equipe, extremadamente defensiva e sem tentar nada além de forçar cartões para seus adversários. Contra o Grêmio funcionou, mas a equipe de Eduardo Acevedo tem condições para render mais e propor o jogo no campo adversário e não ficar apenas se defendendo e contando com os milagres do bom goleiro Guillermo Reyes.

A provável escalação do Defensor Sporting na partida de hoje será com Guillermo Reyes no gol. Gonzalo Maulella, Nicolás Correa e  Ernesto Goñi como zagueiros. Matías Suárez, Mathías Cardacio, Carlos Benavídez, Ayrton Cougo e Matías Cabrera no meio-campo com Germán Rivero e Facundo Castro no ataque.

NACIONAL VISITA O SANTOS E TENTA RECUPERAR PONTOS PERDIDOS EM CASA

O grupo 6 da Libertadores tem, na teoria, três fortes candidatos a disputar duas vagas: Santos, Nacional e Estudiantes de la Plata da Argentina. Contudo, o Real Garcilaso do Peru surpreendeu o Santos e lidera o grupo com três pontos, seguido por uruguaios e argentinos com um e com o Santos na lanterna.

Na estreia, Nacional jogou melhor mas não conseguiu superar a forte marcação do Estudiantes e empatou em casa por 0 a 0. Por isso, precisa urgentemente sair de São Paulo com pelo menos um ponto. A tendência é que a equipe uruguaia mantenha a postura das partidas disputadas fora de casa até o momento: um início de jogo mais recuado e soltando a equipe progressivamente ao ataque. Até o momento, a equipe dirigida por Alexander Medina jogou duas vezes fora de casa com uma vitória em cima da Chapecoense e um empate com o Banfield nas fases prévias da Libertadores.

Para a partida desta quinta-feira, Nacional não poderá contar com o ex lateral do Santos Jorge Fucile, suspenso após receber o segundo cartão amarelo na partida contra o Estudiantes. No seu lugar, a tendência seria a entrada do volante Santiago Romero improvisado, pois Gino Peruzzi, ex Boca Juniors e reserva imediato, se machucou há duas rodadas no campeonato local. Com isso, Diego Arismendi voltaria ao meio-campo, Diego Polenta à zaga e Alfonso Espino entraria na lateral-esquerda. A dúvida fica por conta do ataque: Gonzalo Bergessio marcou cinco gols no campeonato uruguaio e pode entrar na vaga de Sebastián Fernandez, titular nas partidas da Libertadores.

Os titulares para a partida contra o Santos devem ser Esteban Conde no gol. Santiago Romero, Guzmán Corujo, Diego Polenta e Alfonso Espino na defesa. Diego Arismendi, Cristian Oliva, Matías Zunino, Carlos De Pena e Tabaré Viudez no meio com Sebastián Fernandez (ou Gonzalo Bergessio) no ataque.

PEÑAROL ESTREIA CONTRA THE STRONGEST E ALTITUDE DE LA PAZ

No mesmo dia e horário do Nacional, mas na altitude de La Paz, Peñarol estreia na Libertadores contra o The Strongest da Bolívia. A altitude é historicamente complicada para as equipes uruguaias: na edição 2017, Peñarol voltou da Bolívia com seis gols na bagagem jogando mais perto do nível do mar do que jogará em La Paz.

Para a partida desta quinta-feira, a equipe de Leonardo Ramos terá vários desfalques: Lucas Hernandez e Guzmán Pereira estão suspensos por conta de cartões vermelhos da edição 2017. Maxi Rodriguez não viaja por conta de uma lesão muscular e o atacante equatoriano Fidel Martinez é dúvida também por conta de lesão.

Peñarol deverá escalar uma equipe bastante recuada contra o The Strongest. Nos treinamentos da semana, o técnico Leonardo Ramos montou um esquema de jogo que oscilava entre o 5-4-1 e o 4-1-4-1, com apenas Cristian Palacios (que será titular no caso do equatoriano Martinez não se recuperar) no ataque. Na zaga, Luis Maldonado, Fabricio Formiliano e Ramón Árias jogariam em linha de três quando a equipe fosse atacada e um deles avançaria para jogar como primeiro volante quando Peñarol estivesse com a posse da bola. No meio-campo, a dúvida fica por conta do ala pela esquerda: Rodrigo Rojo, lateral de origem, disputa a posição com Giovanni González, de características mais ofensivas.

Dessa forma, a provável escalação do Peñarol para enfrentar o The Strongest seria com Kevin Dawson no gol. Luis Maldonado, Fabricio Formiliano e Ramón Árias na zaga. Guillermo Varela, Walter Gargano, Cristian Rodriguez, Agustín Canobbio e Rodrigo Rojo (ou Giovanni Gonzalez) no meio-campo com Cristian Palacios (ou Fidel Martinez) no ataque.