Uma frase de Lucão define a real diferença entre Sesi e Cruzeiro, especialmente, no domínio histórico mineiro

 

Artur de Figueiredo
Jornalista/ Especialista em Comunicação- Com mais de 10 anos de experiência com atuações em diversas plataformas. Desde a graduação venho atuando, como colaborador de diversas mídias. Em 2008, comecei a escrever para o maior portal de Rock e Heavy Metal do país, o Whiplash.net. No mesmo período, me ingressei como apoiador da cena cultural, artística, em especial, de São Paulo e região metropolitana, estive na redação do Stay Heavy. Posteriormente, tive a oportunidade de escrever também como colaborador da maior revista segmentada de Heavy Metal e Classic Rock, a Roadie Crew. Já na área esportiva, como jornalista de esporte Olímpico, tive o privilégio de atuar diretamente nas reportagens, comentários, sendo setorista de Sada Cruzeiro, Sesi São Paulo e Pinheiros, com foco sempre no voleibol. Redator e repórter do site mineiro: Virtuai.com, além do Portal Torcedores.com. No rádio, atuei como comentarista da Metropolitana AM 1070 e Garota FM 87.5. Atualmente, sou colaborador da rádio Poliesportiva. Continuo de forma ativa, buscando conteúdo exclusivo de qualidade, para todos amantes do esporte, contribuindo com informação de relevância para as demais plataformas. Finalizando, atuei como Assessor de Imprensa do clube União Mogi Futebol Clube e colunista do jornal Gazeta Regional. Sempre em busca de novos desafios, aberto ao crescimento, ao desenvolvimento profissional, especialmente, o crescimento humano, em cada área almejada.

Crédito: Lucas Dantas Divulgação/Assessoria de Imprensa

Após mais uma derrota para o Sada Cruzeiro, por sinal, mais um jogando em seus domínios, o central do Sesi não titubeou em falar que a equipe precisa de uma mudança na forma de jogar e postura, diante um clássico como esse. O Sesi perdeu para o time celeste por 3 a 0, jogando na capital paulista, no ginásio da Vila Leopoldina, no ultimo sábado (10).

A vitória avassaladora do Cruzeiro sobre a forte equipe do Sesi mostrou de forma sintomática a diferença assombrosa dos mineiros para os paulistas. A equipe azul mostrou por que tem um dos melhores times do planeta. Ao fim da partida, o central do Sesi definiu o real momento das duas equipes e fez um paralelo sobre o quão complicado é jogar contra os atuais tetracampeões mundiais.

“O dia que eles entram com o poder de saque como foi hoje fica praticamente impossível vence-los”, afirmou o central da seleção, após mais uma derrota. Lucão ainda destaca que é preciso muita concentração e uma partida perto da perfeição. Só assim, há alguma chance de vencer o Cruzeiro. “Se não tivermos um saque igual, com a mesma força e eficiência, vai ser sempre 3 a0. Só temos que bater palmas para eles”, finaliza.

O Sesi enfrenta o vice líder do campeonato, Sesc RJ, pra poder, quem sabe, caso vença, alcançar e ultrapassar o adversário. A equipe paulista briga cabeça a cabeça com a carioca para a respectiva posição. A liderança está com o Sada Cruzeiro, que vê a diferença para o vice aumentar a cada rodada.