Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Usain Bolt será capitão de time de futebol em evento beneficente

Com a camisa 9.58, em alusão à sua marca histórica nos 100 metros, Usain Bolt vai ser capitão da equipe de futebol Soccer Aid World XI, que enfrentará o time do cantor Robbie Williams, a England Aid. O jogo está marcado para 10 de junho de 2018 e vai ser realizado no estádio Old Trafford, do Clube Manchester United.

Marcos Almeida Pereira Junior
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/ Instagram oficial Bolt

O atleta jamaicano causou alvoroço ao declarar ter assinado com um clube de futebol, prometendo revelar na terça-feira, 27 de fevereiro, qual era o clube. Após isso, os rumores aumentaram quando começou a realizar treinamentos no Manchester e no Borussia Dortmund. A Soccer Aid é uma iniciativa dos cantores Robbie Willians e Jonathan Wilkes, e acontece a cada dois anos, desde 2006. Os times são compostos por celebridades e jogadores de todo o mundo e já fizeram parte do evento figuras como Edward Norton, Gerard Butler, James McAvoy assim como jogadores idolatrados como Ronaldinho, Cafu e Maradona.

A Unicef declara que o evento, nos últimos dez anos, já levantou mais de 10 milhões de Libras em benefício de crianças carentes e outras organizações humanitárias, através da aquisição e remessa de alimentos, vacinas e água potável a mais de 75 países carentes como Etiópia, Mianmar, Zimbábue e Nigéria. Os ingressos para o evento podem ser adquiridos no site do Manchester United e custam entre 10 e 20 libras.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Usain Bolt está aposentado desde o Mundial de Atletismo realizado em Londres no ano passado. Com seus 30 anos, ainda se especula sobre uma possível estreia do jamaicano no mundo futebolístico. Mas Bolt, no momento, está satisfeito em poder realizar o sonho de jogar na casa de seu time do coração. “O meu sonho é ser jogador profissional, por isso, poder pisar neste gramado, em junho, e jogar com lendas do futebol será ser memorável”, declarou o atleta.

LEIA MAIS:
COI ANUNCIA FIM DE SUSPENSÃO À RÚSSIA POR ESCÂNDALO DE DOPING