Futebol Paulista

William Schuster, ex-Grêmio e hoje no Bragantino, fala sobre semana com decisões

Publicado às

Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: Divulgação

Uma das gratas surpresas do Brasil na temporada, o Bragantino tem nesta semana dois enormes desafios. Na quinta-feira, o Massa Bruta enfrenta o Vitória, no Barradão, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil e três dias depois encara o Corinthians, no Pacaembu, pelo jogo de ida das quartas de final do Paulistão.

Uma das apostas do Bragantino, o volante William Schuster, que teve passagem pelo Grêmio em 2015, fez a análise da classificação suada às quartas do Paulistão. Ele foi o autor da assistência que resultou no gol de empate para o time alvinegro contra o São Caetano, no último domingo, no Nabi Abi Chedid.

“Foi um jogo dificílimo, apesar deles já estarem classificados. Procuramos exercer uma forte pressão no campo deles desde o início, mas tomamos um gol num contra-ataque que acabou nos surpreendendo. Ainda assim mantivemos nossa postura tática, e conseguimos o empate no início da segunda etapa. A vitória infelizmente não ocorreu, mas para nossa sorte o Palmeiras derrotou o Ituano justamente com a diferença de gols que nos classificava. Merecemos muito essa vaga” disse o atleta.

Assim como os demais companheiros, Schuster teve pouco tempo para comemorar a classificação às quartas de final do Paulistão, já que na quinta-feira a equipe inicia a maratona de decisões na semana. Para o meio-campista, a importância das partidas contra Vitória e Corinthians fará os atletas superarem qualquer adversidade.

“Será a semana mais importante do ano até agora. Decidiremos uma vaga para a quarta fase da Copa do Brasil contra o Vitória na quinta-feira e domingo iniciaremos o primeiro mata-mata do Paulista contra o campeão brasileiro. Há algumas semanas estamos jogando quarta/domingo, mas dada a relevância desses próximos jogos, não há desgaste ou nada que nos atrapalhe ou tire o foco. A perspectiva para essas duas verdadeiras decisões é a melhor possível” , definiu.

VEJA TAMBÉM:

Não é só o Bragantino: relembre clubes do interior que venderam mandos no mata-mata do Paulistão 

Bragantino justifica escolha por mandar jogo contra o Corinthians no Pacaembu