Conheça os casos no autódromo e a coleção de carros de F1 de Adalberto

Adalberto Lucino de Campos, com 47 anos, nascido em Ourinhos-SP e atualmente morando em São Paulo Capital, sempre gostou de corridas e hoje em dia é colecionador de carros de F1.

Ana Bracarense
Eu transformo a vida das pessoas para que saibam reconhecer o que é importante no trabalho e porque devem crescer junto com a empresa. A felicidade do funcionário faz parte do processo, mas uma peça essencial no meu método é saber reconhecer o que realmente importa. O quanto você/seu funcionário se importa com a empresa?Entre no site da Click Consultoria: www.clickconsultoriapcd.com e encaminhe um e-mail com assunto: EU QUERO

Crédito: Arquivo Pessoal de Adalberto

Ele sempre gostou de corridas, dos tipos de carros e acompanhava pela televisão quando criança. Eles eram em três irmãos e a situação financeira naquela época não era boa. Eles não tinham acesso a kartódromos ou qualquer outro tipo de competição automobilística.

Com o tempo ele acabou virando um apreciador de velocidade e carros de F1, tanto que iniciou, alguns anos atrás, uma coleção que hoje tem como foco coleção de todas as Ferraris na F1 desde 1950 na escala 1:43 – Coleção de Pilotos Brasileiros na F1 em todos os tempos na escala 1:18 e 1:43 – Coleção de todos os carros pilotados pelo Ayrton Senna na escala 1:43 – Coleção de McLarens na F1 desde a sua fundação em 1966 na escala 1:43 – Coleção de todos os campeões mundiais de F1 nas escalas 1:43 e 1:18. E atualmente ele tem, aproximadamente, uns 600 carros em seu acervo. Conheça um pouco da coleção:

Esses são carros de brasileiros na F1

Arquivo Pessoal de Adalberto

Esses são carros que Senna pilotou desde o kart

Arquivo Pessoal de Adalberto

Esses são carros de todas as Ferraris na F1

Arquivo Pessoal de Adalberto

Esses são carros de todos os campeões

Arquivo Pessoal de Adalberto

Página da coleção de carros de F1

Casos interessantes

Desde quando Adalberto estava no exército, entre 1990 e 1991, ele teve seu primeiro contato direto com a F1 no GP Brasil de 1991 em Interlagos. Ele teve a felicidade de conhecer pessoalmente vários pilotos, entre eles: Alain Prost, Jean Alesi, Nigel Mansell, Nelson Piquet, Adrea De Cesaris e o mito Ayrton Senna. E nos anos de 2016 e 2017, como Marshall, ele foi fiscal de largada.

“Eu ficava muito isolado no autódromo, no meu setor, não tinha amigos que pudessem tirar fotos minha com os pilotos. Eu consegui tirar foto junto apenas com Cesaris e do Martini. O restante, eu mesmo tive que tirar. Agora dos pilotos atuais, tenho bastante fotos”, diz Adalberto ao Torcedores.com.

“Naquela época do Senna, não existia ‘selfie’. Ainda era câmera Kodak com filme de 36 e torcendo para nenhum dos filmes queimar”, diz Adalberto

“Mas teve uma passagem engraçada, que devido a minha afobação para tirar a foto do carro do Mansell saindo dos boxes, ele acabou passando por cima do meu pé com a roda dianteira esquerda”, diz Adalberto.

Atualmente ele exerce sua profissão na área de contabilidade. Tem as corridas como hobby e já participou de vários campeonatos de Kart amador nos kartódromos de Nova Odessa-SP e Paulínia-SP. Hoje ele faz Track Days no autódromo de Interlagos, tem um grupo de sete amigos e adquiriram dois Clios que foram utilizados na Copa Clio de Marcas e pilotos. Mensalmente eles fazem seus eventos no autódromo de Interlagos.